10 personalidades que marcaram 2017!

Da política ao mundo do espectáculo, as ações destas 10 personalidades mudaram o mundo em 2017.

21 Dez 2017 | 16:27
-A +A

1. Donald Trump

Tomou posse a 20 de janeiro de 2017 e é o mais polémico presidente da história dos EUA. O 45º homem a ocupar o lugar cimeiro da Casa Branca marcou os últimos 12 meses não só pelo estilo truculento, de ataque constante à liberdade de imprensa, à oposição e a outros líderes mundiais mas também por várias decisões polémicas. Não construiu o muro de separação entre os EUA e o México (a grande bandeira durante a campanha eleitoral) mas ordenou a retirada dos EUA do Tratado de Paris, conseguiu aprovar uma reforma fiscal que vai penalizar os contribuintes menos abonados e instigou uma nova onda de tensão com a Coreia do Norte. Por resolver em 2017 ficou a alegada influência russa nas eleições de 2016. Um processo em curso que terá desenvolvimentos em 2018.

2 . Steve Bannon

O arquiteto do novo pensamento de extrema-direita nos EUA (a denominada «alt-right») foi o grande pensador da ideologia da campanha de Donald Trump. Anti-semita, anti-emigração, Bannon ocupou o lugar de chefe de gabinete de Trump até agosto deste ano. Desde então, voltou ao Breitbart, site de extrema-direita que ajudou a fundar e declarou publicamente guerra àquilo que considera ser o “establishment” do Partido Republicano.

3 . Emmanuel Macron

Aos 39 anos, Emmanuel Macron é o mais novo presidente da história da França. Venceu a candidata da extrema-direita, Marine le Pen, na segunda ronda das eleições, a 7 de maio, com 66,1% dos votos. Ex-membro do Partido Socialista francês, fez parte dos governos de François Hollande e Manuel Vals, tendo sido ministro da economia, indústria e assuntos digitais. Em 2016, fundou o movimento En Marche!, com o qual se candidatou às presidenciais.

4. José Eduardo dos Santos

2017 ficará para a história como um ano de viragem política em Angola. José Eduardo dos Santos, presidente da ex-colónia portuguesa desde 1979, não se recandidatou ao cargo, tendo sido sucedido por João Lourenço. É o homem que liderou Angola no período pós-independência, tendo governado o país durante uma longa e sangrenta guerra civil, que terminou em 2002.

Veja as restantes personalidades aqui

PUB
Top