Tiro e Queda invade as salas de cinema para nos matar… de riso

Eduardo Madeira e Manuel Marques, em entrevista à TV7Dias, falam sobre a comédia Tiro e Queda

18 Jan 2019 | 16:03
-A +A

Chega aos cinemas o filme Tiro e Queda, uma película produzida por Leonel Viera, realizada por Ramon de los Santos, e criada e escrita por Filipe Homem Fonseca e Eduardo Madeira. Este último divide o protagonismo com Manuel Marques, interpretando os papéis de Eddie e Manecas.

De peça a filme

O argumento é baseado numa peça de teatro, com o mesmo nome e igualmente interpretada por esta dupla, e a ideia de fazer o filme nasce quando o realizador/produtor, Leonel Vieira esta na assistência a ver o espetáculo e no final, ao dar os parabéns à dupla, comentou “Isto dava era um grande filme.” Uma observação que Eduardo Madeira agradeceu, mas que acabaria por se esquecer, como nos conta: “Pensámos que até dava, mas como a conversa ficou por ali…”

Cinco anos depois nasce o convite

Mas Leonel Vieira não se esqueceu e, meia década volvida, convidou Eduardo Madeira e Filipe Homem Fonseca (os autores dos textos e criadores de Conversas da Treta) para jantar e faz-lhes uma proposta, como revela o humorista: “Há um ano, o Leonel convidou-nos para jantar e disse-nos: ‘Lembram-se daquela conversa que tivemos? Estou a pensar avançar com isso’. E assim, eu e o Filipe adaptámos a peça para cinema, mas com uma outra linguagem, cenas originais e um texto adaptado. Não fizemos o Citizen Kane [N. R.: filme emblemático de Orson Welles], mas é um filme divertido e tem o objetivo com que a ‘malta’ ria.”

Dois snipers que disparam mais farpas sociais que tiros

Quanto ao enredo, Tiro e Queda é uma comédia delirante sobre dois snipers que fazem praticamente tudo, menos o que lhes é devido: matar. “Somos dois snipers que vamos fazer um trabalho e, enquanto esperamos pelos alvos, falamos, sobre a vida, o mundo, etc. O mais importante acaba por ser as conversas que estes vão tendo”, explica Madeira. E não se ficou só por aqui, como revela Manuel Marques: “Ainda fizemos videoclips e gravámos canções originais.

“Está muito engraçado e divertido

A expectativa é enorme e julgo que está engraçado e muito divertido. Tinha feito pequenas participações em cinema, que permitiram-me aprender o que é representar nesta área. Agora senti-me preparado para fazer de protagonista. E fazê-lo com o meu companheiro de estrada, trabalho, foi um presente”.

Pediram para terminar o DDT um mês mais cedo para fazerem o filme

Um filme que acontece no final de um ciclo em beleza, segundo Eduardo Madeira. “Pode ser. Eu e o Manel tínhamos pedido para que o Donos Disto Tudo terminasse um mês antes para que pudéssemos filmar. Podemos não ter feito o filme perfeito, mas fizemos… se continuarmos a fazer, quem sabe se um dia não faremos o tal Citizen Kane (risos).

Obra despretenciosa e com muito humor non sensense

Na antestreia de Tiro e Quedam no Cinemas S. Jorge, dos atores principais, além de Manuel Marques, foram muitos os que aceitaram o convite e, dos vários famosos com quem trocámos impressões, algo era recorrente ouvirmos “O Eduardo Madeira e Manuel Marques são dois dos mais talentosos e importantes humoristas da nossa geração e ainda bem que arriscaram fazer uma comédia, que tão raro tem acontecido no cinema nacional, lembram Uma obra que conta ainda com um elenco constituído por nomes bastante conhecidos da nossa praça, como Carla Vasconcelos, Dinarte Frteitas, Gabriela Barros, Oscar Branco, entre outros. Veja o trailer AQUI

 

 

 

PUB
Top