14 anos sem Francisco Adam, o eterno Dino dos Morangos com Açúcar!

Francisco Adam morreu no dia 16 de abril de 2006, num aparatoso acidente de automóvel em Alcochete.

16 Abr 2020 | 14:10
-A +A

Francisco Adam, o eterno Dino da série Morangos com Açúcar, da TVI, morreu há precisamente 14 anos. O jovem perdeu a vida num aparatoso acidente de automóvel numa reta da Estrada Nacional 118, em Alcochete, no dia 16 de abril de 2006. Tinha 22 anos e regressava de uma sessão de autógrafos em Coruche.

«O que eu encontrei a mexer no telemóvel»

Diogo Valsassina recordou, no dia 3 de setembro de 2019, o colega e amigo Francisco Adam. O ator, de 32 anos, partilhou uma fotografia caricata no Instagram onde ambos aparecem a fazer caretas, num ambiente bastante divertido.

«O que eu encontrei a mexer no telefone», escreve o namorado de Ana Guiomar na legenda da fotografia.

Veja a imagem na nossa galeria!

Hugo de Sousa recorda Francisco Adam

Hugo de Sousa é considerado o «pai dos Morangos Com Açúcar», uma vez que foi ele quem dirigiu as primeiras nove temporadas da mítica série da TVI. Ou seja, atores como Rita Pereira, Pedro Teixeira, Cláudia Vieira ou Lourenço Ortigão começaram «nas suas mãos».

Estivemos à conversa com o realizador português para conhecer algumas das histórias mais caricatas dos «Morangos». Francisco Adam foi uma grande surpresa para Hugo de Sousa. Descubra aqui porquê:

 

O relato arrepiante do único sobrevivente do acidente que matou Francisco Adam

Era manhã de domingo de Páscoa, dia 16 de abril de 2006, e os jornais davam conta de um trágico acidente de viação ocorrido em Alcochete. Francisco Adam tinha 22 anos, era o condutor do carro e a primeira vítima mortal. Um outro passageiro, Osvaldo Serrão, acabaria por morrer semanas mais tarde, no hospital.

Na viatura seguia o melhor amigo do ator, Filipe Diegues, que sobreviveu praticamente ileso, mesmo sem usar cinto de segurança.«Apareci do lado oposto, com as pernas entaladas entre o banco de trás e o da frente e a cabeça a bater no tejadilho. Parti o vidro do meu lado, meti as mãos fora do carro e abri a porta. Consegui soltar as pernas e, quando finalmente saí do carro, procurei o telemóvel para chamar o INEM, mas não o encontrei. Dirigi-me para a porta do pendura e consegui abri-la. O Sr. Osvaldo estava com o cinto e tinha a parte da cabeça e dos membros superiores deslocados para a zona central do carro. Tirei-lhe a pulsação e vi que ainda respirava», relatou, na altura, o jovem.

«Depois fui para o lado do Chico e parti o vidro. Ele tinha a cara no airbag, que rebentou. Tentei ver se reagia ao medir a sua pulsação, mas no meio do pânico não quis perceber a verdade. Depois fui para o meio da estrada pedir ajuda. Quando parou um carro com um senhor que chamou a ambulância, fui novamente para junto do Chico e voltei a tirar-lhe o pulso. Foi nessa altura que percebi que o coração não batia. Fiz tudo para o salvar e não consegui. Pedi-lhe para ele não morrer, mas ele morreu à minha frente. Senti-me tão impotente», acrescentou.

Percorra a nossa galeria e recorde o ator!

 

Texto: Ivan Silva; Fotos: Impala e redes sociais

Veja também:
Ex-moranguitos recordam Francisco Adam: «FORA DE SÉRIE»
Cifrão: «Francisco Adam foi embora muito cedo»

 

Pontos de Venda das Nossas Revistas:

 

 

PUB
Top