20 anos de carreira: Diogo Martins ansioso por sair da zona de conforto

Diogo Martins é um dos protagonistas de “Até Que a Vida Nos Separe”, da RTP1, sobre amores e desamores. Feliz com a carreira que construiu, assume, a nível pessoal, que “nunca” ambicionou casar-se.

21 Fev 2021 | 8:00
-A +A

Exibida nas noites de quarta-feira, na RTP1, “Até Que a Vida Nos Separe” é uma série da autoria de João Tordo, Tiago R. Santos e Hugo Gonçalves, que se distingue pela simplicidade, alegria e pela ausência de vilões, procurando sobrepor-se ao período triste que atravessamos. No enredo, encontramos três visões diferentes de viver o amor através das gerações de uma família. Diogo Martins, que está também na trama da SIC “Nazaré”, é um dos intérpretes desta série realizada por Manuel Pureza.

A produção “diferencia-se das outras pela leveza e realidade que imprime, abordando problemas sociais que estão presentes na nossa sociedade”, contou o ator à TV 7 Dias. Um dos objetivos é despertar consciências e levar o público a momentos de introspeção sobre problemas comuns que existem nas famílias, “mas que muitas vezes são camuflados em vez de resolvidos”. “Acho que todas as personagens têm características que podem facilmente ser identificadas em grande parte das pessoas”, defendeu.

Entre elas está o tímido Marco Paixão, interpretado por Diogo Martins, que assume a vida de muitos dos jovens atuais, que encontram no online um refúgio até para as suas relações. Para este papel, o ator falou com uma psicóloga. “Ela deu-me como referência alguns comportamentos que estão presentes nas pessoas que têm esta orientação, no entanto isso não o define, apenas lhe acrescenta mais riqueza no lado secreto que a personagem apresenta”, disse.

 

Diogo Martins quer explorar cinema

 

E o facto de gravar uma série que tem como tema central os casamentos não terá despertado no ator de 28 anos uma vontade de dar esse passo? “Na verdade, nunca ambicionei casar-me. No entanto, nunca descartei essa possibilidade, até porque vejo o casamento como uma festa de união entre duas pessoas que se amam e não como uma confirmação de amor”, revelou.

Após se ter estreado no ecrã com apenas nove anos, na novela da TVI “Amanhecer”, Diogo Martins está perto de atingir os 20 anos de carreira, um percurso que considera “muito positivo”. “São quase 20 anos de trabalho, onde me cruzei com gente que admiro e que me tem feito crescer. No entanto, preciso de me desafiar mais e quero ter oportunidades que me façam sair da minha zona de conforto e mostrar outras características como ator”, afirmou, confessando depois o rumo que pretender a seguir: “O cinema é a área que quero explorar. Será um dos grandes objetivos que quero concretizar.”

 

Texto: Pedro Vilela (pedro.vilela@impala.pt): Fotos: Divulgação RTP e reprodução redes sociais

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1770 da TV 7 Dias)

PUB
Top