2017: como o Mundo mudou em 12 meses!

Os 10 acontecimentos que mudaram o mundo. Recorde o que aconteceu fora de Portugal em 2017.

22 Dez 2017 | 12:03
-A +A

1. Donald Trump toma posse

Outsider, politicamente incorreto, disruptivo, polémico. Quando os resultados das eleições de 8 de novembro de 2016 começaram a consolidar-se, o Mundo (e uma parte da América) acordava em choque. O alegado multimilionário, empresário do ramo imobiliário, estrela de reality TV, tornava-se o 45º presidente dos EUA.  Donald Trump torna-se, a 20 de janeiro de 2017, o homem mais poderoso do Mundo. É o presidente mais velho da História dos Estados Unidos e, sem margem para dúvidas, o mais polémico.

2. Massacre do povo Rohyngia, em Myanmar

É a crise humanitária do ano, a par do drama dos refugiados da Síria, é a que desmascarou Aung San Suu Kyi, nobel da Paz em 1991. De acordo com a organização não governamental, Human Rights Watch, desde agosto de 2017, um terço dos 1,2 milhões de rohingya (minoria muçulmana de Myanmar) fugiu do país. O povo rohingya tem sido alvo daquilo que a ONU já referiu como tendo indícios de um massacre. Estima-se que, entre agosto e setembro, 6700 rohingya tenham sido massacrados às mãos do exército birmanês. Aung San Suu Kyi, líder de Myanmar, recusa publicamente que exista uma violência concertada contra esta minoria. Há já quem exija que a ativista política, ela própria durante anos exilada, presa e perseguida pelo regime do seu país, perca o título de Nobel da Paz.

 3. Tensão entre EUA e Coreia do Norte

O lançamento de mísseis balísticos por parte do regime de Pyonyang, em julho deste ano, reacendeu o debate sobre o verdadeiro potencial nuclear da Coreia do Norte. Em agosto, um exercício militar conjunto entre a Coreia do Sul e os EUA, aliados de longa data, bem como ameaças por parte dos norte-americanos, criaram uma nova onda de tensão naquela zona e preocupações a nível internacional.

4. Estados Unidos renunciam ao Tratado de Paris

Donald Trump, um cético sobre as alterações climáticas e dados científicos comprovados como o aquecimento global e o degelo das calotas polares, decidiu, em junho deste ano, retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris. Este acordo, assinado em 2015 por 196 países/regiões, tem por objetivo mitigar as emissões de monóxido de carbono, principal causador do aquecimento global. Um propósito que Trump considera que iria «boicotar a economia norte-americana e colocar os Estados Unidos em desvantagem permanente».

5. Atentado terrorista em Barcelona

O atentado terrorista de 17 de agosto, nas Ramblas, em Barcelona, matou 13 pessoas. Entre as vítimas mortais estavam duas portuguesas, avó e neta, de 74 e 20 anos. Um dos autores do atentado,  Younes Abouyaaqou, de 22 anos, conduziu a carrinha pela zona pedonal, abalroando centenas de pessoas. O ataque fez 152 feridos. Os autores do atentado jihadista foram, no dia seguinte, mortos pela polícia em Cambrils, nos arredores de Barcelona.

Leia mais aqui.

PUB
Top