A Promessa: Verónica denuncia a irmã

Com ciúmes por causa de Tomás, Verónica mente e diz à mãe que Laura foi na responsável pelo incêndio que destruiu a casa delas. A enfermeira tenta defender-se, mas Maria fica muito desiludida.

07 Jul 2024 | 15:50
-A +A

Em breve, Nuno (Diogo Martins), que é motorista de Camila (Paula Magalhães), é enganado por um dos homens de Álvaro, o maior inimigo de negócios de António (José Wallenstein) e acaba a transportar quilos de droga no carro, sem saber. Nuno é apanhado e António torna-se no principal suspeito e é detido.

Nisto, Helena (Ana Padrão), desejosa de arranjar forma de correr com os Rocha, vê neste acontecimento a oportunidade perfeita e, nas costas do marido, expulsa a família toda lá de casa.

Na rua, Laura (Victória Guerra) é assaltada e fica sem o dinheiro eu lhes restava para arranjarem um quarto onde passar noite. Verónica (Joana Ribeiro) decide ligar a Tomás (Lourenço Ortigão) a pedir ajuda. O playboy leva a família Rocha para a casa de férias.

Entretanto, de noite, Maria (Sofia Alves) ouve que as filhas estão a discutir por causa de Tomás e vai ter com elas. “Eu não tenho nada com ele!”, afiança a enfermeira. No entanto, Verónica pergunta: “Ai não? Então porque é que foste cantar para ele?” Laura fica envergonhada e explica: “Eu pensei mesmo que ia cantar para uma associação de cegos, mas quando cheguei lá, só estava o Tomás. Foi uma armadilha.” A mãe pergunta porque é que ela não contou e Verónica acusa “É uma mentirosa!” A irmã diz-lhe que ela está com ciúmes e Verónica acaba por revelar: “Se ele soubesse a mentirosa que tu és, também não olhava para ti. Estou farta de te ver armada em santinha! Diz à mãe quem é que incendiou a casa, vá, diz.” A irmã fica em choque e diz que a culpa foi das duas e, incrédula, Maria pergunta: “Não estou a perceber… Foram vocês que pegaram fogo à nossa casa?” Verónica, mente e diz que foi a irmã. Laura tenta explicar: “Mãe, foi um acidente. Estávamos a discutir, uma vela deve ter caído e quando percebemos estávamos cercadas pelo fogo.” Triste, a mãe diz: “Não quero ouvir mais nada. Nunca pensei que me pudessem desiludir tanto.” Vira costas e sai.

Na manhã seguinte, Laura tenta explicar a situação, mas a mãe frisa: “O que me magoa, Laura, é terem escondido uma coisa dessas.”

Texto: Neuza Silva (neuza.silva@impala.pt); 
Fotos: Divulgação SIC
PUB