Adele chora a morte do pai. Os dois estavam de costas voltadas e ele não conheceu o neto

O pai de Adele morreu, aos 57 anos, vítima de cancro. Progenitor e filha não tinham uma boa relação, de tal forma que ele, a quem eram apontados problemas de alcoolismo, nunca conheceu o neto.

11 Mai 2021 | 14:10
-A +A

A cantora britânica Adele está de luto. O pai da intérprete do tema “Someone Like You”, Mark Evans, perdeu a vida aos 57 anos. O progenitor da artista lutava contra uma cancro nos intestinos, que lhe foi diagnosticado em 2013, e acabou por sucumbir à doença oncológica. A notícia é avançada pelo jornal inglês The Sun.

Em declarações à mesma publicação, fonte próxima da família mostra-se “muito triste” com a partida de Mark Evans e com o facto de a cantora e o pai terem permanecido de costas voltadas até ao último suspiro do progenitor. De acordo com a imprensa do Reino Unido, Mark Evans é descrito como um pai ausente, mantendo apenas um contacto circunstancial com a filha durante as infância e adolescência desta.

Adele ficou aos cuidados da mãe, Penny Adkins, desde os três anos, altura em que os pais se separaram. O progenitor tentou reaproximar-se de Adele quando a carreira musical da cantora e o sucesso da venda dos seus discos a catapultaram para o estrelato a nível mundial.

Apesar das sucessivas tentativas de Mark Evans em reatar com a filha, Adele terá recusado, o que fez com que o pai da cantora não tenha tido a oportunidade de conhecer o neto, Angelo James, de oito anos, fruto da relação já extinta da artista com Simon Konecki. 

Ainda segundo a imprensa local, os motivos para o afastamento de pai e filha estarão relacionados com a distância, conflito de personalidades e problemas de alcoolismo de Mark Evans, que trabalhou enquanto canalizador e motorista de entregas no País de Gales.

 

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: reprodução redes sociais

PUB