Adeus surpreendente: Júlio Magalhães abandona Porto Canal ao fim de dez anos

Júlio Magalhães deixa o cargo de Diretor-Geral do Porto Canal ao fim de uma década. Uma fonte ligada ao processo diz que o jornalista “não se enquadra nos novos objetivos” da estação.

15 Jan 2021 | 13:31
-A +A

Júlio Magalhães, de 57 anos, abandona o Porto Canal ao fim de dez anos ao serviço da estação. Nela, o jornalista assumia o cargo de Diretor-Geral.

Em comunicado, o Porto Canal adianta que, com a saída de Júlio Magalhães, Manuel Tavares fica como Administrador Executivo e Francisco De La Fuente como Diretor de Programas de Entretenimento.

 

Leia o comunicado na íntegra:

 

“O Conselho de Administração da Avenida dos Aliados SA vem comunicar a saída de Júlio Magalhães do canal, agradecendo, desde já, o modo como desempenhou o cargo de Diretor Geral, permitindo que o Porto Canal possa abrir uma nova etapa na sua história de 14 anos. Neste sentido, informa que dois dos membros do Conselho de Administração da Avenida dos Aliados SA passam a exercer funções executivas no Porto Canal: Manuel Tavares como Administrador Executivo e Francisco De La Fuente como Diretor de Programas de Entretenimento. Estas alterações obedecem a um reposicionamento do Canal a partir da singularidade de que desfruta por ser a única estação televisiva de âmbito nacional a emitir a partir do Porto. A Direção de Informação do Porto Canal permanece a cargo de Tiago Girão”.

 

Júlio Magalhães “não se enquadra nos novos objetivos” do Porto Canal

 

À NOVA GENTE, Júlio Magalhães adianta que a sua saída do Porto Canal foi de comum acordo e que representa apenas “o fim de um ciclo”. “Foi uma bela viagem”, remata, sem querer tecer mais comentários.

Fonte ligada ao processo conta ao mesmo site que o jornalista abandona a estação porque “o FC Porto quer um canal mais ligado de clube e à cidade”. “O Júlio foi chamado para fazer um canal generalista. Ele não se enquadra nestes novos objetivos”, frisa.

 

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top