Testou positivo! Afonso Lopes está isolado na Madeira e impedido de regressar a casa

Afonso Lopes não consegue regressar a casa depois de ter testado positivo à Covid-19 ao aterrar na Madeira. O ator encontra-se em isolamento num quarto de hotel da ilha.

11 Out 2020 | 17:50
-A +A

Afonso Lopes ainda não se viu livre do novo coronavírus. A ator de Terra Brava voltou a dar positivo à Covid-19 e, por isso, continua isolado num quarto de hotel da ilha da Madeira.

Afonso apanhou um avião para passar uns dias de férias, mas aquilo que seriam apenas uns dias de descanso, tornaram-se num verdadeiro pesadelo. Ao aterrar no destino, testou positivo ao novo coronavírus e, por isso, teve de cumprir o isolamento profilático num hotel designado pelo Governo Regional da Madeira.

O ator já esteve em isolamento há 20 dias. «Fui passear à Madeira de férias, cheguei e fiz o teste. Ia ficar cinco dias, mas o resultado deu positivo e meteram-me num hotel diferente, num quarto. Não posso sair, não posso fazer nada e tenho de ficar aqui de quarentena, à espera que o teste dê negativo outra vez».

«Nunca dei muita importância a este vírus»

Em conversa com João Baião e Diana Chaves, Afonso Lopes, de 24 anos, revela que «está melhor», ainda que tenha alguns sintomas «ligeiros», tais como muita tosse e dores de cabeça. No entanto, confessa que ‘passou mal’, sozinho, no quarto de hotel, longe da família e dos amigos. «Não estou em casa, não tenho ninguém aqui… É diferente quando não estamos no nosso espaço, com as nossas coisas». «Achei que ia ser mais fácil», afirma, desabafando que, ao início, chegou a desvalorizar o vírus. «Nunca dei muita importância a este vírus. Às vezes precisamos de sentir na pele».

O jovem esclarece que podia ter feito o teste antes de embarcar no avião, mas uma vez que não teve tempo, não tinha sintomas e que alguns amigos lhe tinham garantido que seria rápido fazê-lo no aeroporto, resolveu fazer só na Madeira.

Texto: Ricardina Batista e Inês Borges; Fotos: DR e Impala
Leia ainda:
Cláudio Ramos confessa continuar a sentir «medo e insegurança» quanto ao coronavírus

PUB
Top