Agricultor da SIC sofre pela irmã em coma devido à Covid-19

António Gonçalves resolveu participar em Quem Quer Namorar com o Agricultor, da SIC, depois de sofrer uma grande perda. O agricultor está preocupado com irmã infetada com a covid-19.

22 Abr 2020 | 14:35
-A +A

António Gonçalves é um dos concorrentes de Quem Quer Namorar Com o Agricultor, da SIC, programa conduzido por Andreia Rodrigues, com regresso marcado para este domingo, 26 de abril.

O agricultor, de 52 anos, que vive em Chaves, esteve à conversa com Cristina Ferreira, na manhã desta quarta-feira, 22 de abril, e fez algumas confissões sobre o seu passado amoroso – nomeadamente a perda da mulher com quem viveu durante cerca de 29 anos – e sobre a situação familiar dramática que vive.

Isto porque uma das seis irmãs do agricultor, que reside na Suíça, está em coma induzido devido à pandemia da covid-19, como revelou António. «Tenho agora uma irmã que está infetada com covid-19. Hoje é o décimo dia em que está em coma induzido, no hospital. A parte da família toda dela está infetada, o marido, a filha, a neta, o filho», referiu.

Em direto n’O Programa da Cristina estiveram os referidos familiares. Arnaldo , Melanie e Ricardo, o cunhado, a sobrinha e o namorado da sobrinha de António, emigrados naquele país, estão a recuperar em casa da infeção por coronavírus e dizem estar tudo a recompor-se. À parte isso, estes mostram-se orgulhosos e «ansiosos para ver o programa». «Estamos sempre a apoiá-lo», afirmou a sobrinha do agricultor.

 

«Foi muito duro, nunca me conformei que ela pudesse partir»

Oriundo de uma «família humilde, trabalhadora, do campo», António emigrou para a Suíça com apenas 17 anos e por lá ficou até decidir, juntamente com a mulher, regressar a Portugal, há cerca de cinco anos.

Apesar de fazer parte de uma família grande, tendo seis irmãs, o agricultor do Norte afirma sentir-se «sozinho», depois de perder os pais e a mulher. Há cinco anos António perdeu o pai, três anos depois perdeu a mãe e há cerca de um ano a mulher. «De repente encontro-me sozinho porque a vida prega-nos partidas. E das quais a gente nunca conta e esta rasteira da vida e de um momento para o outro estamos numa solidão total e nem conta damos», confessa.

A mulher de António morreu em fevereiro de 2019, vítima de um cancro, com apenas 46 anos. «De um momento para o outro acho que perdeu a força, sei lá, até que me abandonou, me deixou», conta. «Custou muito porque sou uma pessoa que não tenho filhos. Vivia para a minha esposa e para os meus pais. Foi muito duro, nunca me conformei que ela pudesse partir. Perdi tudo», refere, em lágrimas.

 

«Foi uma lufada de ar fresco. Voltei a sorrir»

Desde então, António tem vivido num isolamento e num luto, que o fizeram afastar-se dos amigos e da realidade que outrora vivera por cá. Contudo, e sabendo da situação em que o agricultor se encontrava os seus «heroizinhos», como lhes chama, deram uma mãozinha e inscreveram-no no programa da SIC, para que este pudesse reencontrar o amor e ser feliz.

«Eu chamo-lhes “os meus heroizinhos”, que são dois filhos de uma funcionária minha. Eles pensaram: “vamos inscrever o Ti António no programa Quem Quer Namorar Com o Agricultor”», conta.

Depois de contactado pela produção do programa e de decidir dar um novo rumo à sua vida, o nortenho revela agora ter tomado a decisão certa em arriscar nesta participação. «Foi uma lufada de ar fresco muito grande que entrou na minha vida. Voltei a sorrir bastante, voltei a ser mais comunicativo, voltei a ir ao encontro dos amigos. Fez-me andar para a frente. A viver e tomar resistência», afirma.

Quando questionado por Cristina Ferreira sobre as pretendentes, António confidencia, com um sorriso envergonhado: «Tenho a felicidade e a sorte de me aparecerem coisas muito boas.»

Texto: Marisa Simões; Fotos: DR

 

Leia ainda:
Terceira temporada de Quem Quer Namorar com o Agricultor estreia em breve com surpresa
Letícia de Quem Quer Namorar com o Agricultor acusa senhorio de agressão e roubo!

 

ATENÇÃO!

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:

1 –  Aceda a www.lojadasrevistas.pt

2 – Escolha a sua revista

3 – Clique em COMPRAR ou ASSINAR

4 – Clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA

5 – Introduza os seus dados e escolha o método de pagamento

6 – Pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB
Top