Ai a minha vida! Revelamos já todo o enredo da nova série cómica da TVI

Na pele de uma empregada russa que parece uma militar e uma jovem licenciada que faz tudo menos aquilo para a qual estudou, Patrícia Tavares e Gabriela Barros integram o elenco de Ai a Minha Vida.

12 Jul 2020 | 8:10
-A +A

Se é fã da conhecida série brasileira Sai de Baixo, com Miguel Falabella, então vai gostar da nova aposta da TVI. Ai a Minha Vida é o nome do próximo projeto do canal de Queluz de Baixo, que aposta no humor para recuperar as audiências.

As gravações arrancaram há quase um mês e a estreia, que inicialmente estava prevista para junho, foi adiada para o próximo mês. De acordo com fonte do canal «são 50 episódios e apenas os cinco primeiros eram para ser gravados e os restantes em direto, mas já foram gravados uns 15. Vai ser transmitida de segunda a sexta, de noite, mas o horário ainda não está definido. O projeto está muito bom e vai fazer rir os portugueses», disse à TV7 Dias fonte da da TVI.

Patrícia Tavares e Gabriela Barros são duas das protagonistas e as suas personagens prometem não deixar ninguém indiferente. A gravar atualmente a novela Terra Brava, na SIC, onde interpreta o papel de Gabriela, Patrícia Tavares está em simultâneo a gravar a série da TVI, onde dá vida a Polina, uma empregada doméstica russa, de 33 anos, que tal como o patrão é a disciplina em pessoa. Quase militar. Não tem filtros naquilo que diz. É o mais frontal e direta que se pode ser.

Já Gabriela Barros é Renata, uma jovem de 30 anos, licenciada em Comunicação Social e a eterna jovem a recibos verdes. E como é (a)normal: faz tudo menos aquilo para a qual estudou. O elenco conta ainda com Jorge Mourato, João Didelet, Carlos Cunha, Susana Mendes, Rodrigo Trindade e Marina Albuquerque.

O enredo passa-se em volta de Emanuel Paiva (Carlos Cunha), um antigo professor primário que sonha com a chegada da sua reforma. É divorciado de Aida (Marina Albuquerque), uma mulher meio depressiva, e pai de Renata (Gabriela Barros), uma licenciada em comunicação social que trabalha a recibos verdes.

Quando finalmente começa a viver o primeiro dia da sua reforma e se prepara para concretizar o sonho de escrever um livro, os planos saem-lhe furados, com a chegada de Ricardo (Jorge Mourato), o seu irmão mais novo que tinha fugido para Angola para escapar às dividas. Como irmão mais velho, abriu-lhe as portas de sua casa, longe de imaginar os problemas que daí irão advir. E assim o que era suposto ser temporário, prolongou-se por tempo indeterminado.

Como se não bastasse, a sua neurótica filha Renata chateia-se com a mãe e volta também para casa do pai nesse mesmo dia. Com ela, passa a ser visita frequente o seu namorado, Simão (Rodrigo Trindade). Um jovem beto irritante e que fala um português cool que deixa Emanuel fora de si. Até a sua jovem e bela, mas de postura militar, empregada russa Polina (Patrícia Tavares) fala mais corretamente a língua de Camões.

Para piorar o cenário, Débora (Susana Mendes), a sexy mas pouco inteligente namorada de Ricardo na altura em que ele fugiu para Angola, descobriu que ele regressou e tudo fará para o conquistar. Como uma desgraça nunca vem só, Aida, a ex-mulher começa a namorar com Joaquim (João Didelet), o senhorio do prédio, que quer expulsar Emanuel do imóvel por pagar uma renda baixa. Está criada a confusão total na vida deste reformado. Conseguirá ele sobreviver a esta nova realidade dentro da sua própria casa?

 

Texto: Neuza Silva (neuza.silva@impala.pt); Fotografias: Arquivo Impala

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1737 da TV 7 Dias)

PUB
Top