Alexandra Borges explica saída: “Deixo a TVI por respeito aos meus valores e princípios”

Alexandra Borges abandona a TVI após 21 anos de trabalho como jornalista da estação. Entre os factores, a repórter avança que “não abdica” dos seus valores e princípios e promete novos projetos.

03 Nov 2020 | 21:01
-A +A

É oficial! Alexandra Borges deixou mesmo a TVI após 21 anos de trabalho. A jornalista utilizou a sua rede social para emitir uma espécie de comunicado, em forma de despedida ao canal, esta terça-feira, dia 3 de novembro. “Vinte e um anos é uma vida”, começa por dizer.

A repórter responsável pela investigação da estação de Queluz de Baixo agradece à TVI por ter “crescido” enquanto profissional: “crescemos juntas, de forma leal e verdadeira, durante 21 anos porém, há 64 dias, tudo mudou».

“Ao público, que me acompanha há 35 anos, posso garantir, de forma plena, que deixo a TVI por respeito aos meus valores e princípios, dos quais nunca abdicarei, custe a quem custar. Parto com a integridade que me (re)conhecem e espero continuar a merecer a vossa confiança. Assim continuarei, por Si e para Si!”, afirma.

Leia a publicação na íntegra!:

“Cresci profissionalmente na TVI e dediquei-me ao jornalismo de investigação porque ainda acredito que é um dos mais importantes pilares da democracia.

Por interesse de poucos, é um género que tende a desaparecer mas, por interesse da maioria, continua a fazer a diferença em algumas (poucas) redações de Portugal.

Eu e a minha equipa deixámos uma marca no jornalismo de investigação da TVI. Juntos, fizemos a diferença e ajudámos a solidificar o princípio que em sociedade não vale tudo e que as leis devem ser cumpridas. Conseguimos vitórias importantes: ajudámos a mudar leis discriminatórias, a denunciar monopólios que implicavam o desperdício do plasma nacional, conseguimos provas de corrupção e branqueamento que, na maioria dos casos, ajudaram o MP a acusar criminosos e o Tribunal a condená-los, apontámos o dedo a isenções fiscais feitas à medida e enfrentámos poderosos grupos económicos travestidos de religiosos.

A minha única motivação sempre foi A VERDADE. A verdade que não prescreve, que não discrimina os mais fracos e que não se mede pela carteira de cada um. Uma verdade que não seja conveniente mas sim isenta, rigorosa e, sobretudo, JUSTA.

Costumo dizer que o meu Pai me deixou a mais valiosa das heranças: a HONESTIDADE e LEALDADE, valores que não estão à venda nem se conseguem comprar, mas que, lamentavelmente, alguns desconhecem e desconhecerão sempre, pois é algo que se ganha no berço.

É este ADN que levarei comigo para um novo desafio profissional, desafio este que terá os ingredientes que sempre exigi na minha vida profissional, ambição em fazer melhor, lideranças competentes e sérias e projetos disruptivos que acrescentem qualitativamente tanto a quem os protagoniza como, também, ao nosso País.

Agradeço à TVI parte daquilo que hoje sou. Crescemos juntas, de forma leal e verdadeira, durante 21 anos porém, há 64 dias, tudo mudou.

Ao público, que me acompanha há 35 anos, posso garantir, de forma plena, que deixo a TVI por respeito aos meus valores e princípios, dos quais nunca abdicarei, custe a quem custar. Parto com a integridade que me (re)conhecem e espero continuar a merecer a vossa confiança. Assim continuarei, por Si e para Si!

Em breve darei mais notícias, BOAS NOTÍCIAS!

Saúde para todos.
Alexandra Borges”

Texto: Inês Borges; Fotos: DR

Veja também:
ÚLTIMA HORA: Jornalista Alexandra Borges sai da TVI
Alexandra Borges RECORDA MORTE DO PAI: «Perdi-o em 10 dias»

PUB
Top