Estranha forma de vida: Amália Rodrigues nasceu há 100 anos

A voz maior de Portugal nasceu há 100 anos. Amália Rodrigues partiu em outubro de 1999 mas continua viva em todas as formas de arte, da música à arquitetura, passando pela literatura e pela moda.

23 Jul 2020 | 18:20
-A +A

Amália Rodrigues foi, mais do que fadista, revolucionária. Mudou a música, mudou costumes, inspirou gerações, foi dona do próprio destino num tempo em que o fado das mulheres dependia das vontades masculinas. A sua voz, de Portugal, ultrapassou fronteiras. Persiste, até hoje, na memória musical do planeta.

Ícone de estilo, criou tendências, inspirou poetas, foi poetisa, deixou descendência no património material e imaterial de um país que levou por esse mundo fora na voz. Amália, essa estranha forma de vida, nasceu em 23 de julho de 1920, embora preferisse celebrar o aniversário em 1 de julho.

Hoje, dia em que os registos oficiais dizem que nasceu, assinala-se oficialmente o centenário do seu nascimento. A diva eterna faleceu em 1999 e foi trasladada para o Panteão Nacional em 2001. Por todo o País, há muito para escolher de entre as iniciativas de homenagem, a primeira delas a missa de ação de graças a que pode assistir.

Leia mais aqui

 

Veja mais:
Vídeo raro de Amália Rodrigues a cantar com a mãe
Morreu Celeste Rodrigues, irmã da fadista Amália Rodrigues

PUB
Top