Amigos de Leandro tentam roubar ex do cantor: “Animais de caça”

Leandro revela que quando terminou com Doina teve vários “amigos” a mandarem-lhe mensagem, a tentarem seduzi-la. “A minha mulher é lindíssima, o assédio é grande”, diz o cantor.

10 Jan 2024 | 17:12
-A +A

Leandro esteve dentro do Big Brother – Desafio Final a recordar a sua relação de 10 anos com Doina Straluat, que terminou em julho de 2023. O concorrente do reality show da TVI desabafou que, mal terminaram, o assédio foi ainda maior… até por parte de amigos!

Veja ainda: Cantor partilha foto ousada, é criticado e ataca com chuva de ironia

“O assédio é muito grande, tanto de um lado como do outro, a minha mulher é lindíssima, eu vi amigos meus, após ter dado a nossa rutura, a mandarem mensagens para ela, amigos não, animais de caça”, começou por dizer. Mas também as mulheres andaram atrás dele.

Amigas “rafeiras” de Doina

“Só de saber que aquela pessoa que estava perto de mim, e ao saber que havia uma fragilidade no casal, tive pessoas que após a nossa fragilidade, a mandar mensagens a dizer ‘fizeste bem’, algumas amigas delas, que são dos mais rafeiras, a dizer que mandei mensagens, mas mostrem lá essas mensagens (…) quando estava com ela é não diziam”, acrescentou.

Leandro manda recado a alguém especial: “A mentira tem perna curta”

Bem ao seu estilo, sem papas na língua, Leandro recorreu às redes sociais para enviar uma mensagem a alguém que será próximo ao cantor. E que terá traído a amizade que os unia. “A mentira tem perna curta. As falsas amizades acabam sempre por se desvendar”, começa por escrever. “Eu aguardo sentado para aplaudir de pé depois”, acrescenta. Tudo isto ao som do tema Falsas Amizades de MC Lukinha PDR.

Leandro sofre esgotamento: “Comecei a ficar insuportável”

Leandro foi convidado de Júlia Pinheiro para falar sobre uma fase difícil que tem assombrado a vida do cantor nos últimos tempos. O artista viajou até à sua infância difícil, desde que quatro dos seus irmãos foram retirados à família, até à altura em que decidiu recorrer a ajuda psicológica, devido a um esgotamento.

“Quando é que começou esta zona de sombra?”, questionou Júlia Pinheiro, ao que o cantor começou por responder: “Acho que isto já vem de trás. Toda a minha história fez com que fosse carregando algumas mágoas. Cheguei a um momento em que não aguentei mais, já não estava a suportar as dores. Sentia que ia rebentar”. “Comecei a isolar-me, a não ter paciência para estar com os miúdos e a descarregar as minhas frustrações na família. E foi aí que comecei a aperceber-me que não estava bem”, explicou o artista.

“Muitas vezes achamos que somos fortes”

Leandro lembrou a perda da avó e da mãe na adolescência, os seus maiores pilares. Na altura, teve de abandonar a escola para ir trabalhar e quatro dos irmãos foram retirados pela segurança social. Só quando começou a ganhar dinheiro com a música é que contratou um advogado para conseguir a guarda dos irmãos, aos 18 anos. Estas memórias, aliadas à pressão que sente nas redes sociais, levaram o artista a um esgotamento, há cerca de um mês. “O esgotamento foi-me detetado. Muitas vezes achamos que somos fortes e queremos aguentar muito, mas há um dia em que o saco rebenta”, declarou. O músico continuou: “Comecei a ficar insuportável para toda a gente e a afastar todos de mim. Ficaram com uma imagem minha um pouco agressiva e comecei a ir desistindo da minha carreira”

“Pensei em pôr fim à vida”

O cantor foi ainda mais longe: “Cheguei a pensar, por duas vezes, em pôr fim à vida. Os meus filhos estavam na sala, e eu no quarto. Isso quando estava mesmo no limite. Entrei num mundo em que sentia que era julgado por quem não me conhecia, por quem nunca esteve comigo, que simplesmente julga por julgar. Quando aceitei que estava doente e que precisava de ajuda pude dar o segundo passo e recorri a uma equipa médica. A opinião pública vai sempre existir, a maldade é cada vez maior, e temos de arranjar ferramentas para saber lidar”, encerrou. Importa referir que Leandro é pai de Diego, de 3 anos, e Simão, de 11.

Texto: Inês Borges e Bruno Seruca; Fotos: DR
PUB