Ana Guiomar diz que é “horrível” beijar Pedro Teixeira. Gravar cena íntima “foi ridículo”

Ana Guiomar vê Pedro Teixeira como um irmão e, por isso, diz que é “horrível” ter de beijá-lo na boca. Está a acontecer agora, já que os dois formam par romântico na novela da TVI “Festa é Festa”.

21 Abr 2021 | 16:00
-A +A

É na próxima novela da TVI, “Festa é Festa”, que Ana Guiomar faz par romântico com Pedro Teixeira. Porém, quando o desafio lhe foi proposto, a atriz teve de enfrentar um dos seus maiores “medos”: beijar o colega. Não que a namorada de Diogo Valsassina tenha algum problema com o companheiro de Sara Matos, mas porque o vê como um irmão.

“Eu não encontrava o Pedro há muito tempo e sempre disse que, no dia em que tivesse de lhe dar um beijo na boca, iria ser horrível”, contou Ana Guiomar, no encontro com os jornalistas promovido pelo canal na Aldeia Galega da Merceana, em Alenquer, onde decorrem parte das gravações da trama escrita por Roberto Pereira. “No outro dia fizemos uma cena em lingerie e foi ridículo. Horrível, horrível (risos)”, completou.

A artista, de 32 anos, explicou tudo: “Para mim, é muito estranho esta coisa de as pessoas acharem o Pedro muito giro. Para mim, ele é mesmo um irmão. É uma coisa mesmo estranha. É um bocadinho como dar um beijo na boca ao meu irmão. Não sei explicar quão estranho é”, rematou.

 

“Amar Demais” “não tinha muito” acompanhamento da direção da TVI

 

Sobre “Festa é Festa”, que se estreia ainda este mês, garante estar muito feliz. “A ficção portuguesa é toda ela, regra geral, feita à pressa, o que é uma pena. Mas esta novela, a nível de escrita, não sinto que seja preparada à pressa. Nós trabalhamos é com um ritmo sempre muito grande. Quando comecei o “Amar Demais” foi igual, com as novelas da SIC também. Nós não temos mais do que um mês de ensaios, a não ser que seja uma coisa específica”, frisou a atriz.

Ana Guiomar quis ainda ressalvar o trabalho de Joaquim Nicolau, que nesta trama, concebida a partir de uma ideia original de Cristina Ferreira, assume a direção de atores. “Foi a primeira vez em que tivemos uma reunião de elenco onde lemos todos um guião com o autor. Ele tem feito uma ponte muito boa e tem-nos colocado muito à-vontade. A proximidade com o autor e com as pessoas que coordenam o projeto tem sido muito grande”, enumerou.

E rematou com uma comparação com “Amar Demais”, em exibição desde setembro do ano passado e que terminará ainda este mês, que Ana Guiomar sentiu “que era uma novela que não tinha muito” acompanhamento. “Não da parte da coordenação do projeto, mas da direção do canal. Foi uma altura em que mudaram muito as direções, em que não se sabia muito bem que projeto é que era. Senti muito mais uma oscilação maior. Claro que tudo isto é normal quando há mudanças de direção”, rematou.

 

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Tito Calado e Reprodução Instagram

PUB
Top