Ana Maria Braga casa-se após diagnóstico de cancro. Cerimónia com ligação a Portugal

A lutar contra um cancro do pulmão, a apresentadora de televisão brasileira contraiu matrimónio com o empresário francês Johnny Lucet. O namoro durava há um ano.

10 Fev 2020 | 14:48
-A +A

A passar pela tormenta de travar, pela terceira vez, uma luta contra um cancro do pulmão, a apresentadora Ana Maria Braga vive agora dias de maior felicidade. A estrela da televisão brasileira casou-se, na passada sexta-feira, dia 7 de fevereiro, com o empresário francês Johnny Lucet.

A cerimónia, pelo civil, decorreu na casa de Ana Maria Braga, em São Paulo, como revelaram, na manhã desta segunda-feira, Fabricio Battaglini e Patrícia Poeta, que estão a substituir a apresentadora na condução do programa Mais Você, da Globo, durante o seu período de férias.

«Foi uma cerimónia íntima e bilingue, porque o noivo é francês. Ele disse o ‘sim’ em português mas a cerimónia foi toda em francês», referiu o apresentador. O casamento foi testemunhado pelo filho, Pedro, e pela mulher deste. Pormenor curioso: os noivos casaram-se vestindo a mesma roupa que usavam no momento em que se conheceram, há um ano, no Algarve, em Portugal.

 

 

Com uma diferença de idades de 15 anos, Ana Maria Braga e Johnny Lucet mantêm uma relação há cerca de um ano. O pedido de casamento tinha sido feito pelo empresário na quadra natalícia.

Este é, assim, o quarto casamento da apresentadora. O primeiro foi com economista Eduardo de Carvalho, de quem tem dois filhos, o já mencionado e Mariana. Casou-se em 1980 e separou-se 12 anos depois. De 1997 a 2020, viveu com o empresário Carlos Madrulha e, de 2007 a 2009, manteve uma relação com o também empresário Marcelo Frisoni.

 

A luta contra o quinto cancro, o terceiro no pulmão

 

Aos 70 anos, Ana Maria Braga emocionou o Brasil inteiro ao anunciar, no final da emissão de 27 de janeiro do programa Mais Você, que foi diagnosticada, pela terceira vez, com um cancro do pulmão. Ao contrário dos outros «dois pequenos cancros», um vencido com uma operação e outro com radiocirurgia, este «é mais agressivo e não é passível de cirurgia ou de radioterapia».

O adenocarcinoma, como é cientificamente denominado, foi diagnosticado no início do presente ano. «Já no dia 24 de janeiro, no dia do casamento da minha filha, recebi o primeiro ciclo de tratamento, uma combinação de quimioterapia com imunoterapia», informou a conhecida apresentadora da Globo, com uma longa carreira na televisão brasileira.

Os tratamentos repetem-se de 21 em 21 dias. O próximo passo deste ciclo é dado a 14 de fevereiro. «Não sabia, na verdade, se ia conseguir chegar aqui hoje», assumiu Ana Maria Braga. Ainda assim, mantém-se otimista: «Não tenho dúvida nenhuma de que vou ganhar.»

 

 

Tal como recordou o portal de notícias brasileiro G1, pertencente ao grupo da Globo, esta é a quinta luta da apresentadora contra um cancro. Além dos três tumores malignos já referidos, Ana Maria Braga venceu um cancro de pele, em 1991, e um cancro do reto, em 2001.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução redes sociais

PUB
Top