Crónica de um ex-casal: «Anabela e Lucas? Os especialistas juntaram dois traumatizados»

Todas as semanas, Graça e Zé Luís comentam a segunda edição de Casados à Primeira Vista. O ex-casal não vai deixar nada por dizer sobre o programa em que se conheceram e se deram a conhecer.

25 Nov 2019 | 19:30
-A +A

A grande bomba foi o Pedro e a Liliana terem posto os dois ‘terminar’. Segundo o Zé Luís e eu, a Liliana ficou tão abananada com o assunto que trocou o dito por não dito e até já nem se importava de ficar, mas menosprezou a inteligência do Pedro. Ele mostrou que não é nenhum capacho e que não estava para brincadeiras. Uma atitude madura!

O Zé Luís diz que ela, que se achava a melhor da rua dela, é que acabou por ficar a perder! Contudo, nós achamos que a história deles ainda não acabou. Cá fora podem voltar a conversar porque a partir do momento em que ele lhe dá para trás, ela vai perceber que temos aqui um gajo com um H, que é o que ela quer.

Outro caso de extremos são o Lucas e a Anabela. Ela é uma rapariga muito marcada pela vida, precisava de fazer terapia. Ele, apesar de gostar dela, não é nada dócil. Falta-lhe um bocadinho de romantismo. É como o sal na comida, não pode ser nem insonso nem salgado demais, que faz mal. Ela perdia os medos do passado e os seus problemas de confiança e era capaz de olhar para o Lucas de outra forma. Agora, se ele também tem traumas… os especialistas juntaram dois traumatizados.

Já a Marta e o Luís, o facto de se terem conhecido antes bloqueou-os. Ela não quer nada com ele. Eu tenho a pulga atrás da orelha, há qualquer coisa nele que ela não tolera, o não querer dançar com ele… Há qualquer coisa nele que lhe causa muito desconforto e isso passa para fora do ecrã.

Relativamente à Inês e ao Hugo, ela domina a relação, tem-no bem controlado e não o deixa pisar o risco. São um casal que já está a cansar o público! Só estão a marcar presença no programa. Quanto ao Paulo e à Lurdes, aquilo está morno. Se o meu marido chegasse a casa e me oferecesse ovos, eu atirava-os à cara! Ovos não são um presente que se dê a uma senhora, não tem charme nenhum. Ele estalou o verniz todo. É uma pena…

A Tatiana e o Bruno são os nossos preferidos. São autênticos! Eles são puro entretimento. O Bruno é o exemplo perfeito de que o homem é do tamanho que se vê e não do tamanho que se tem. Ele é pequenino, mas tem atitude. Ele trata-a muito bem e está a marimbar-se se ela tem ou não química por ele. Aliás, ele acredita que ainda podem acontecer muitas coisas. Aposto que eles vão chegar ao final.

Eu e o Zé Luís chegámos à conclusão que todos os homens gostam delas e elas não. E há dois grandes homens no programa. O Pedro, que deu uma bofetada de ar fresco à Liliana, e o Bruno, que é o homem que faz as delícias do programa.

A Diva e o Conde

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1706 da TV 7 Dias)

PUB
Top