Angelina Jolie faz revelações chocantes

Numa entrevista inédita à revista Vanity Fair, Angelina Jolie fala, pela primeira vez, da vida após o divórcio.

27 Jul 2017 | 15:13
-A +A

Passou praticamente um ano desde que Angelina Jolie e Brad Pitt chocaram o mundo com a notícia de que se estavam a separar e, durante o processo, revelaram ter tido dificuldades impossíveis de superar. Agora que a parte complicada do processo ficou para trás – o casal prometeu, no ínicio do ano, por de lado os problemas e tentar partilhar a custódia dos seis filhos.

Jolie falou pela primeira vez, em entrevista à Vanity Fair – na qual é capa do mês de setembro -, sobre a vida depois de Brad Pitt e de como é ser mãe solteira. 

“Quando era criança, estava sempre muito preocupada com a minha mãe. Eu não quero que os meus filhos fiquem preocupados comigo.” revela Jolie à revista americana. Os seus pais, Marcheline Bertrand e Jon Voight, separaram-se quando a atriz era pequena, depois de uma suposta traição por parte de Voight. “Eu acho que é bastante importante chorar no banho e não em frente às crianças. Eles precisam de saber que tudo vai ficar bem, mesmo quando eu não tenho a certeza disso”.

Angelina Jolie faz revelações chocantes

A atriz fala sobre o quotidiano com Brad Pitt e nega que a vida ocupada e stressante dos dois tenha sido o motivo que levou ao fim do casamento. “O nosso estilo de vida não era, de forma alguma, negativo” revela. Apesar de Angelina Jolie reconhecer o estilo de vida agitado, a atriz considera que este também proporciona momentos únicos à sua família. “Isso é e sempre será uma das fantásticas oportunidades que podemos dar aos nossos filhos…Eles são seis crianças com uma mentalidade muito forte. Eu tenho muito orgulho neles.” 

Para o bem dos filhos, Jolie mantém-se reservada sobre o fim da sua relação, repetindo cuidadosamente a mesma frase: “Nós preocupamo-nos muito uns com os outros e com a nossa família, e tanto eu como o Brad estamos a trabalhar com o mesmo objectivo”. Apesar disto, a estrela de Hollywood admitiu que no verão de 2016 “as coisas tornaram-se más” – corrigindo-se imediatamente – “eu não quis usar esta palavra (“más”). As coisas tornaram-se difíceis”.

Leia mais aqui!

Veja também:

 

PUB