Ângelo Rodrigues CONFESSA já ter feito relações sexuais EM ESTÚDIO

Ângelo Rodrigues foi o convidado do divertido programa do Youtube Erro Crasso. Num clima sempre de brincadeira, o ator foi confrontado com algumas questões comprometedoras…

09 Out 2018 | 12:29
-A +A

Ângelo Rodrigues esteve no último episódio da série do Youtube Erro Crasso. Com Luís Franco-BastosPedro Teixeira da Mota a comandarem a animada conversa, o ator da SIC foi confrontado com algumas perguntas sobre a sua intimidade.

O artista, que se estreou nos Morangos com Açúcar em 2007, relembrou esses tempos. «Aquilo nos Morangos era uma javardice, não era?», começou por perguntar Pedro, ao que Ângelo concordou.

«Acabas de gravar e está-se tudo a mamar», continuou o humorista.

«É verdade, tem muito a ver com as horas que passamos lá. Chega a uma certa altura nas novelas em que passamos mais tempo com as pessoas com quem gravamos do que com a nossa própria família ou respetivos namorados ou namoradas. Se estiveres 12 horas a gravar e depois só tens tempo de jantar e estudar os textos, estás uma ou duas horas, e não é tempo de qualidade, com as pessoas que amas. Passas mais tempo com pessoas que, de alguma forma, vão-se aproximando», explicou o ex-namorado de Iva Domingues. 

Veja também: Ângelo Rodrigues APANHA HOMEM NU no banho!

 

«Alguma vez pinaste no estúdio?»

Luís Franco-Bastos aproveitou o momento para afirmar: «como não tens tempo suficiente com as pessoas que amas, encornas». «É uma boa teoria, nunca tinha pensado sobre isso», respondeu Ângelo.

A conversa prosseguiu diretamente para o campo sexual. «Alguma vez pinaste no estúdio?», perguntou o Luís. Entre risos, o ator confessou: «já».

 

De volta à musica até ao final do ano

O ator, que também ficou conhecido pela carreira musical como Ange-lo há seis anos atrás, revelou em primeira mão que vai voltar a apostar na música até ao final de 2018.

Veja também: Ângelo Rodrigues revela DOR NA INFÂNCIA: «As noites de inverno gelavam-me a alma»

«Comecei a fazer rap quando era adolescente. O meu primeiro nome foi OX (abreviação de oxigénio). A minha vertente era mais corrosiva e política. Vou trazer o OX de volta. Vou tentar que seja uma coisa o mais fiel a mim possível», declarou.

Fotografias: Arquivo Impala e DR

 

 

 

 

 

 

 

PUB
Top