Ângelo Rodrigues revela a razão de tantas viagens: «Estou numa espécie de missão»

O ator esteve na Jordânia e explica a necessidade de viajar sozinho, depois de ter estado entre a vida e a morte: «Viajo para encontrar respostas».

10 Fev 2020 | 12:35
-A +A

Ângelo Rodrigues já regressou a Portugal, depois de ter passado as últimas semanas em viagem à Jordânia. O ator, que entretanto se prepara para gravar a segunda temporada de Golpe de Sorte, esteve no Porto, no evento Red Carpet Night, e explicou à TV 7 Dias a razão desta viagem.

«Estou numa espécie de missão para conhecer as 7 maravilhas do mundo moderno», começou por contar. «Faltavam-me duas, mas agora que fui a Petra, fica só a faltar-me o Taj Mahal, na India. Nessa altura, terei completado esta missão e poderei avançar para outra, ainda não sei qual».

Para Ângelo, viajar sozinho é uma espécie de terapia. «Viajo para me criar, encontrar respostas para a minha vida e estou muito agradecido às viagens», afirmou, sublinhando que esta, em particular, o ajudou neste processo de recuperação, depois de ter passado dois meses internado com uma infeção generalizada, alegadamente provocada por uma injeção de testosterona.

«Precisava de estar sozinho para fazer uma reflexão sobre o processo de transição que estou a passar», explicou, acrescentando ainda: «Nada é mais revitalizante e rejuvenescedor que viajar sozinho. Para mim, é uma aula de psicologia. Consigo comunicar comigo mesmo como aqui em Portugal não conseguiria fazer».

O ator confessou ainda que um dos seus principais objetivos é trabalhar para ganhar dinheiro e, assim, poder viajar mais: «É o meu objetivo mais imediato e nem sequer o escondo. As transformações que tenho depois de viajar estão ao mesmo nível do prazer que tiro da minha profissão como ator. Estou muito grato por ter estas duas coisas», confessou.

 

«Portugal uniu-se para me dar amor»

Nesta ida ao Porto, cidade de onde é natural e onde já não ia há cerca de oito meses, Ângelo Rodrigues aproveitou para rever alguns amigos e familiares. «No Norte, as pessoas são mais calorosas e hospitaleiras. Tenho aqui as minhas origens e não escondo isso, mas tenho recebido muito carinho em todo o lado».

«Portugal uniu-se para me dar amor e sinto-me muito apoiado», concluiu, referindo ainda estar «muito bem». «Acho que se vê», disse, ainda.

Para já, além da série Golpe de Sorte, o ator prepara-se ainda para subir ao palco, numa peça de teatro, ao lado de Ruy de Carvalho.

 

Leia ainda:
Ângelo Rodrigues revela sofrer de «síndrome de Stendhal»
Elas não o largam! Ângelo Rodrigues cobiçado por mulheres árabes
De férias, Ângelo Rodrigues ‘quebra’ e chora ao relembrar coma: «Vi a minha vida a parar»
Texto: Cynthia Valente; Fotos: João Manuel Ribeiro e reprodução redes sociais

PUB
Top