António Esteves Martins avança judicialmente contra decisão polémica da RTP

O jornalista recebeu indicação para se apresentar na Direção de Informação de Lisboa. Contudo, alega que o seu local de trabalho é em Bruxelas e que esta decisão não é mais do que um castigo.

10 Mar 2023 | 13:50
-A +A

António Esteves Martins trabalhou mais de 30 anos na RTP, onde exerceu o cargo de correspondente em Bruxelas, Bélgica, país onde mora há várias décadas. Em 2016, o jornalista suspendeu o seu contrato com o canal do Estado e abraçou uma comissão de serviço na Representação Permanente de Portugal Junto da União Europeia (REPER), onde esteve durante seis anos.

Agora, o profissional avançou com uma ação em tribunal contra a RTP devido a uma ordem de transferência do local de trabalho, emitida pelo canal, que tinha como objetivo que este, terminada a comissão de serviço na REPER, se apresentasse na Direção de Informação em Lisboa quando, alega o jornalista, toda a sua vida profissional e familiar tem vindo a ser desenvolvida na Bélgica.

Para António Esteves Martins, esta decisão da RTP não foi mais do que “uma represália pela ação judicial” que o jornalista interpôs contra o canal em 2021.

Leia todos os pormenores desta história na edição da TV 7 Dias que chega agora às bancas.

 

Capa TV 7 Dias

Textos: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt); Fotos:
PUB