Raminhos arrasa ministra: «Drink e croquetes até eram porreiros para essas famílias»

António Raminhos mostrou o seu descontentamento com as palavras da Ministra da Cultura ao desvalorizar os problemas na Cultura, originados pela pandemia da covid-19.

30 Jul 2020 | 11:11
-A +A

António Raminhos não gostou de ouvir as palavras da Ministra da Cultura, esta segunda-feira, 28 de julho. Na apresentação das 65 obras de arte contemporânea para a coleção do Estado, Graça Fonseca foi questionada por um jornalista sobre a iniciativa da União Audiovisual, um grupo de profissionais do ramo do audiovisual que se juntou para ajudar com bens alimentares os que mais necessitam. A ministra da Cultura deu esta resposta lacónica. «Só falo de arte contemporânea. Portanto… muito obrigada e vamos beber um drink de fim de tarde».

Graça Fonseca desvalorizou o tema, falando apenas das questões de arte e cultura que a levaram até ao jardim do Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, naquele dia.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Portanto, com famílias a passar fome no sector da Cultura e a Ministra anunciou a aquisição de 65 obras de arte contemporânea para a coleção do Estado. Um investimento de 500 mil euros, num total de um milhão. Quando confrontada com o facto de só a @audiovisual.uniao (para qual já fiz e quero continuar a fazer recolhas) ajudar cerca de 160 famílias por semana, para terem o que comer em casa, a resposta foi: “Hoje só falo de colecção de arte contemporânea, vamos beber o drink de fim de tarde”. Drink e croquetes… que, se calhar, até eram porreiros para essas famílias! Eu tinha uma mensagem visceral que podia partilhar aqui e que incluia a Ministra e responsáveis emborcarem os quadros (sem desprimor para os autores) pela goela abaixo, com o drink de fim de tarde, porque deve ser assim que se alimentam estas famílias. Mas prefiro continuar a ajudar e divulgar o trabalho de quem ajuda e sentir compaixão pela Ministra. Mesmo!Acreditar que não tem para onde se virar (porque na realidade nunca conhecemos o por detrás das coisas), acreditar que sabe o que vivem estas famílias e que irá ganhar coragem para fazer o que pode por elas.

Uma publicação partilhada por António Raminhos (@raminhoseffect) a

O humorista partilhou nas redes sociais uma imagem em que surge Graça Fonseca a responder aos problemas na Cultura, criticando o facto de esta desvalorizar os números apresentados pela União Audiovisual.

«Portanto, com famílias a passar fome no sector da Cultura e a Ministra anunciou a aquisição de 65 obras de arte contemporânea para a coleção do Estado. Um investimento de 500 mil euros, num total de um milhão. Quando confrontada com o facto de só a União Audiovisual (para qual já fiz e quero continuar a fazer recolhas) ajudar cerca de 160 famílias por semana, para terem o que comer em casa, a resposta foi: “Hoje só falo de colecção de arte contemporânea, vamos beber o drink de fim de tarde”. Drink e croquetes… que, se calhar, até eram porreiros para essas famílias», começou por criticar.

Apesar de não concordar com a afirmação da Ministra da Cultura, o humorista não deixou de referir que acredita que esta tenha noção da situação, dizendo:

«Eu tinha uma mensagem visceral que podia partilhar aqui e que incluía a Ministra e responsáveis emborcarem os quadros (sem desprimor para os autores) pela goela abaixo, com o drink de fim de tarde, porque deve ser assim que se alimentam estas famílias. Mas prefiro continuar a ajudar e divulgar o trabalho de quem ajuda e sentir compaixão pela Ministra. Mesmo! Acreditar que não tem para onde se virar (porque na realidade nunca conhecemos o por detrás das coisas), acreditar que sabe o que vivem estas famílias e que irá ganhar coragem para fazer o que pode por elas.»

Texto: Marisa Simões; Fotos: DR e Reprodução Instagram

 

Leia ainda:
António Raminhos garante: «Para fazeres comédia tens que ter tragédia»
EXCLUSIVO! António Raminhos em quarentena: «Saio direto para uma vasectomia»

PUB
Top