“Aprendeu a hipocrisia”: Sara Barradas faz reflexão após atitude da filha de dois anos

Sara Barradas não resistiu a uma atitude da filha, Lua, de dois anos, e fez questão de tornar público o momento protagonizado pela criança. Saiba o que aconteceu.

05 Fev 2022 | 8:15
-A +A

Sara Barradas aproveitou o bom tempo do último fim de semana para passear com a família na zona do Oeste. Mâe babada, a atriz partilhou algumas imagens com José Raposo e a filha de ambos, Lua, e acabou por revelar algo que a menina aprendeu recentemente, mas que serviu para fazer uma reflexão sobre a sociedade e o ser “politicamente aceite”.

“Ao nível da motricidade a “mai nova” passa com distinção. Ao nível das estratégias e ferramentas sociais foi um ponto de viragem uma vez que a Lua aprendeu a hipocrisia de “sorrir para a fotografia”. Quando demos por ela já estava. Dissemos: “Filha põe-te aí para tirarmos uma foto”. Ela chegou ao sítio, virou-se, inclinou a cabeça para o lado e fez o sorriso 33. Posou, portanto”, relatou Sara Barradas sobre Lua, que completa três anos em março. “E repetiu o processo em todas as fotografias. Morremos a rir, claro. Parecia automatizada”. adiantou.

“Para mim não deixa de ter um lado trágico, este último ponto, porque na ingenuidade e graça de uma criança vemos a ridicularização do ser humano, numa sociedade desenvolvida e evoluída, em pleno século XXI. O nascer do politicamente correcto, do socialmente aceite. Acontece sem darmos por isso”, salientou a Olga de “Quero é Viver”, da TVI, deixando um desafio: “Bora tirar fotos e sorrir só quando nos apetece? Bora fazer a cara que nos apetece? Difícil?”.

Sara Barradas e a curiosa rotina de sono

 

Recentemente, Sara Barradas esteve à conversa com Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz sobre o seu papel na novela do canal de Queluz, e deixou os apresentadores surpreendidos ao revelar que dorme apenas duas a quatro horas por noite.

“Sou notívaga. Tenho dificuldade em deitar-me cedo e quando me deito coincide com a hora em que a minha filha acorda. E acordo muito cedo“, contou, ao mesmo tempo que garantiu que essa privação do sono – muito diferente de pessoa para pessoa –  não afeta o seu bom humor, nem a deixa com falta de energia para fazer frente aos seus compromissos profissionais.

 

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Redes sociais

PUB