Arrancou hoje julgamento que acusa Ljubomir Stanisic de assédio sexual a ex-concorrente

De acordo com a influenciadora brasileira, Ljubomir Stanisic propôs fazer um acordo, alegadamente sexual, em troca da vitória do programa Hell’s kitchen.

06 Dez 2022 | 22:30
-A +A

Já arrancou o julgamento que opôs o conhecido chef Ljubomir Stanisic à ex-concorrente do programa ‘Hell’s Kitchen’, da SIC. A primeira sessão decorreu hoje, dia 6 de dezembro, no Tribunal da Comarca de Lisboa.

A também influenciadora digital brasileira viajou de propósito para Portugal para marcar presença. A próxima sessão está agendada para dia 13.

Cândida Baptista acusa Ljubomir Stanisic de abuso sexual e moral e revela as palavras que o chef terá proferido para a coagir durante o programa. “Queres vencer esta competição? Podemos fazer um acordo… Let’s make a deal, I love a good deal.”

Segundo a ex-concorrente, o chef terá insinuado que estaria disposto a fazer um “acordo” com a concorrente em troca da vitória do programa. Cândida Batista exige agora 40 mil euros a Ljubomir Stanic: 25 mil euros por danos patrimoniais e 15 mil euros por danos não patrimoniais.

Ljubomir Stanisic já reagiu a todas as acusações. Segundo a TV Mais, o chef contestou a ação movida por Cândida Baptista e nega todas as acusações. Ljubomir Stanisic garante que Cândida Batista tinha “uma postura de confronto e provocação claramente assumida” e uma “clara e manifesta intenção” de o “provocar”.

O chef garante que nunca teve nem com Cândida, “nem com qualquer outra participante, atitudes desrespeitosas, persecutórias e ofensivas”.

De acordo com a revista Vidas, o também apresentador do programa acredita que as acusações são uma tentativa da ex-concorrente para enriquecer “indevidamente à sua custa”.

As acusações a Ljubomir Stanisic 

Cândida Baptista era uma das concorrentes da primeira temporada de Hell’s Kitchen, SIC, entre março e junho de 2021. Altura essa em que garante ter sido alvo de comentários sexuais sobre o seu corpo e de uma proposta de Ljubomir Stanisic. Cândida destaca o que terá acontecido no dia 27 de janeiro de 2021, durante a preparação para uma das provas eliminatórias do formato da SIC.

“A conotação para o pretendido ‘deal’ ou negócio foi percecionado pela ora autora [Cândida] no sentido que tal entendimento estava necessariamente associado a um favor sexual, tendo ficado perplexa, indignada e bastante constrangida com tal proposta”, lê-se no processo, citado pela TV Mais.

“Contrariamente ao que seria expectável, a participação no programa em apreço não se revelou uma experiência agradável ou minimamente enriquecedora mas, sim, um verdadeiro pesadelo”, continua a ler-se.

Leia ainda: Ljubomir Stanisic reage a acusações de assédio por ex-concorrente de “Hell’s Kitchen”

Texto: Vânia Nunes e Ana Lúcia Sousa Fotos: Redes Sociais
PUB