Até já são amigos: Joana Diniz rendida a Pedro Crispim após polémica no “Big Brother”

Joana Diniz chegou a dizer que Pedro Crispim era “mais ou menos homem”, mas já resolveu as quezílias que tinha com o comentador do “Big Brother”. “É uma pessoa extremamente simpática”, comentou.

12 Fev 2021 | 21:00
-A +A

O machado de guerra está enterrado. Joana Diniz e Pedro Crispim cruzaram-se na emissão desta quinta-feira do “Extra” do “Big Brother – Duplo Impacto” e, já depois da sua saída das instalações da TVI, a ex-concorrente do reality show disse-se “amiga” do comentador, a quem lhe fez vários elogios.

Ainda no carro, “à porta de casa”, Joaninha, como ficou conhecida aquando da sua participação na “Casa dos Segredos”, partilhou com os seguidores, por intermédio do InstaStories, ferramenta do Instagram, um balanço da sua ida ao programa dedicado ao “Big Brother”. “Quero dizer que gostei muito de ir ao ‘Extra’. Foi muito bom, muito divertido. Já sou amiga do Pedro Crispim! Até me trouxe umas gominhas para me adoçar a boca. Esperto!”, disse, com um riso e “a brincar”.

Joana Diniz falou, então, do comentador a quem, dentro da casa mais vigiada do País, se chegou a referir como “mais ou menos homem”. E mostrou-se rendida.Ele é muito querido. Gostei muito de o conhecer. Da mesma forma que ele, se calhar, tinha uma opinião errada sobre mim, aconteceu o mesmo comigo. Ele comentou sobre mim enquanto jogadora. Tudo aquilo que eu achava sobre ele era enquanto comentador. Às vezes, quando conhecemos as pessoas pessoalmente, mudamos de ideias e foi o que aconteceu”, defendeu.

A ex-concorrente do “Big Brother” rematou dizendo que Pedro Crispim “é uma pessoa extremamente simpática e agradável”. “Foi muito bom, de facto”, concluiu.

 

Pipoca ameaçou abandonar “Big Brother” por causa de Joana Diniz

 

A polémica afirmação de Joana Diniz sobre Pedro Crispim, no âmbito de um jogo em que os participantes do reality show da TVI tinham de adivinhar a identidade de figuras públicas, levou Ana Garcia Martins, mais conhecida como A Pipoca Mais Doce, a ameaçar abandonar uma gala do “Big Brother” se a concorrente não se retratasse.

O comentário de Joaninha foi considerado de teor homofóbico por muitos espectadores. Sendo confrontada por Teresa Guilherme e Cláudio Ramos com o assunto e percebendo a dimensão gigantesca que o mesmo tinha alcançado, a visada pediu desculpa “a Pedro Crispim e a todos os Pedro Crispins do mundo inteiro”.

“Não sou homofóbica. Tenho um caso na minha família, lidei com isso a minha vida toda. Não foi com intenção. Peço imensas desculpas. Do fundo do coração, foi um comentário infeliz, é um facto. Peço imensas desculpas, mas não foi um comentário malicioso ou homofóbico”, disse.

“Mas que [isto] seja o exemplo para alguns comentadores quando fazem comentários sobre nós abaixo de estrume”, contrapôs Joana Diniz, em direto, na TVI.

Na altura, A Pipoca Mais Doce não se mostrou satisfeita com o pedido de desculpas apresentado pela então concorrente do “Big Brother” e considerou que a mesma é preconceituosa: “Foi o pedido de desculpa mais pobrezinho de sempre. Ela vive com muitos preconceitos.”

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top