Atriz brasileira arrasa Sónia: «Praticou um crime. Olhe-se no espelho e vá ler um livro»

A viver em Portugal há três anos, Tássia Camargo mostra-se revoltada com a afirmação de Sónia, concorrente do Big Brother 2020, sobre mulheres de nacionalidade brasileira.

25 Jun 2020 | 21:00
-A +A

Tássia Camargo, de 59 anos, não esconde a perplexidade com a afirmação proferida por Sónia sobre mulheres de nacionalidade brasileira, esta quarta-feira, na casa do Big Brother 2020. Para a vendedora ambulante, elas «são de uma raça…». «Elas são da favela!», acrescentou a nortenha, tendo rapidamente sido acusada por vários espectadores de ter feito declarações de teor xenófobas.

Por causa disso, mas também devido à acesa discussão que teve com Noélia, Sónia foi penalizada pela produção do reality show da TVI. «Como sabe, a minha casa é um espaço onde todos cabem e onde todos devem ser tratados por igual. Ser líder acarreta muitas responsabilidades. A partir deste momento, deixa de ser líder da casa e, no domingo, está nomeada para a semana seguinte», anunciou o soberano.

Tássia Camargo, que escolheu Portugal para viver em 2017, arrasa o comportamento da concorrente do Big Brother 2020. Partilhando uma imagem da jovem no seu perfil de Instagram, a atriz brasileira começou por escrever: «Nunca vi Big Brother na minha vida. Tampouco no Brasil ou Portugal. Infelizmente, ao aguardar o Jornal das 20h ou outro programa, passam trechos deste. Esta é Sónia. Fez um comentário referente às mulheres do Brasil. ‘Olha que elas são de uma raça.. Elas são da favela…’ O tom como disse foi bem claro.»

De seguida, saiu em defesa das mulheres brasileira a quem Sónia se referiu na casa mais vigiada do País. «Nas favelas, temos pessoas muito decentes, brancas ou não, como a cor de Sónia. Digo mais, elas não perdem tempo com Big Brothers porque ficam a cuidar dos filhos, estudam muito, trabalham demais e gostam de um bom livro. Digo com firmeza porque já trabalhei para ajudar estas favelas. A brasileira não é samba e futebol. A grande maioria de nós, mulheres brasileiras, lê, estuda e trabalha muito», opinou.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Nunca vi Big Brother na minha vida. Tampouco no Brasil ou Portugal. Infelizmente, ao aguardar o Jornal das 20h ou outro programa, passam trechos deste. Esta é Sónia. Fez um comentário referente as mulheres do Brasil. “Olha que elas são de uma raça.. Elas são da favela… “ O tom como disse foi bem claro. Nas favelas temos pessoas muito decentes, brancas ou não, como a cor de Sónia. Digo mais, elas não perdem tempo em Big Brothers porque ficam a cuidar dos filhos, estudam muito, trabalham demais e gostam de um bom livro. Digo com firmeza porque já trabalhei para ajudar estas favelas. A brasileira não é samba e futebol. A grande maioria de nós mulheres brasileiras, lê, estuda e trabalha muito. Já esta senhora praticou, para mim, um crime contra a própria raça. Aceite-se. Crimes chamados xenofobia e racismo. Olhe-se no espelho minha senhora e vá ler um livro. Bom dia. #naoxenofobia #crime #racismonao #vivaafavela #menosSónia #sounegra #soufavela❤️

Uma publicação partilhada por Tássia Camargo (@tassiacamargo) a

 

Já Sónia, de acordo com o ponto de vista de Tássia Camargo, «praticou um crime contra a própria raça»«Aceite-se. Crimes chamados xenofobia e racismo. Olhe-se no espelho minha senhora e vá ler um livro», aconselhou a atriz brasileira, que integrou, no ano passado, o elenco da novela da TVI Valor da Vida. Em forma de hashtags, escreveu ainda, por exemplo, «racismo, não», «viva a favela»«menos, Sónia».

 

 

 

VEJA TAMBÉM:
Tássia Camargo aparece no programa de Goucha após enfarte!

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução TVI e redes sociais

PUB
Top