Quarentena na TV: Há mais meio milhão a ver televisão e um crescimento brutal do cabo

A partir de meio de março, Portugal fechou-se em casa. E o impacto no consumo televisivo reflete a maior disponibilidade para estar em frente ao ecrã. Há mais gente a ver TV mas quem ganha é o cabo.

01 Abr 2020 | 17:13
-A +A

O impacto das duas semanas de estado de emergência nacional já se reflete no consumo televisivo. Em março, segundo dados da GFK, houve mais meio milhão de pessoas a ver televisão, comparativamente ao mês de fevereiro. Canais generalistas, cabo e plataformas de video on demand (videoclubes e serviços como Netflix e HBO disponíveis nas operadoras) têm mais público mas nem todos cresceram por igual.

Mais: os canais generalistas dividem agora o ‘bolo’ de telespectadores com o cabo e as plataformas de video onde demand, que registam o crescimento mais acentuado. Vamos a números. Em fevereiro, o conjunto de canais de cabo registou um número médio de 774 mil telespectadores e 37,4% de share. Esse valor subiu, em março, para uma média de 978 mil pessoas e 38,5% de share.

No que toca aos canais generalistas, há de facto mais gente a ver mas um decréscimo na quota de mercado. A SIC é o canal mais visto do mês de março, com 19,7% de share e um número médio de 504 mil telespectadores. Um crescimento de pessoas mas uma descida de share, relativamente ao mês anterior (20,6% de share e uma média de 426 mil telespectadores).

SIC é o canal mais visto de março mas perde quota de mercado

A TVI também sobe mas na mesma lógica da SIC: 13,3% de share em março (339 mil telespectadores) e 14,2% de share em fevereiro, o que correspondeu a 291 mil telespectadores. A RTP1 segue a mesma tendência, com um aumento de telespectadores em março (310 mil face aos 271 mil de fevereiro) mas uma quebra no share (12,1% face aos 13,1% de fevereiro).

O único canal generalista que se mantém estável nos dois meses é a RTP2: uma média de 29 mil telespectadores e 1,2% de share. No total das contas houve, em média, mais meio milhão de pessoas a ver televisão durante o mês de março: 2,4999 milhões face aos 1,9994 do mês de fevereiro.

No que toca aos canais noticiosos (no qual incluímos a CMTV), o canal do grupo Cofina é o mais visto do mês de março, com 5,2% de share. Segue-se a SIC Notícias, com 3,4% de share, a TVI24, com 2,2% e, por fim, a RTP3, com 1%.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: Pixabay e DR

 

Veja mais:
Tudo na mesma! Estreia de Cláudio Ramos na TVI sem impacto nas audiências
Cristina Ferreira recebe primeiro-ministro na SIC em momento de pandemia

 

ATENÇÃO!

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:
  1. aceda a www.lojadasrevistas.pt
  2. escolha a sua revista
  3. clique em COMPRAR
  4. clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
  5. introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
  6. Não tem conta PayPal? Não há problema! Pode pagar através de transferência bancária!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB
Top