Autora de novelas da TVI em desespero: «Vi o intestino a sair do pequeno corpo»

Guionista de conhecidas telenovelas da TVI está em sofrimento após o seu pequeno cão ter sido atacado enquanto o passeava na rua. Leia o relato chocante.

19 Fev 2020 | 11:50
-A +A

Maria João Costa, autora de novelas da TVI como Ouro Verde ou Valor da Vida, está a passar um mau bocado após o companheiro de quatro patas ter sido «brutalmente atacado» por um «cão de raça grande». A guionista partilhou com os seguidores o desespero num longo texto, em que explica o sucedido.

«Foi brutalmente atacado por um cão de raça grande»

 

O incidente aconteceu em Belém enquanto passeava pela manhã o cão Limão, que refere ter sido adotado e que já é «velhinho». Maria João Costa mostra uma imagem de um casaco branco cheio de sangue, que pode chocar os mais sensíveis, e recorda a situação: «podem ver o estado em que ficou o meu casaco depois dele ter sido brutalmente atacado por um cão de raça grande: um Dogue Alemão. Os dois cães estavam presos: tanto o que atacou como o meu Limão. Julgava-nos sozinhos no jardim. Afinal não: estava escuro e atrás de uma moita estava uma senhora com uns cinquenta anos com este gigante mais um jack russel pela mão», começa por dizer.

«Ao ver os meus cães o gigante quis brincar?/atacar e logo percebi que a senhora que o levava não tinha força para o segurar. Num passe de mágica ele agarrou o Limão, levantando-o na boca e apertando-o ante o meu olhar de impotência. Ao perceber que nada podia fazer por ele, quis garantir que as minhas duas cadelas ficavam em segurança. Quando percebi o gigante tinha soltado o Limão que ainda cambaleava atordoado. Só tive tempo de dizer à senhora como é que não tinha um açaime num cão daqueles e ela reclamou, dizendo que o cão estava preso. O Limão também estava preso», refere.

Maria João Costa viu a sua camisola «cobrir-se de sangue» e reagiu, pegando imediatamente no cão que «se cobriu de sangue também. «Em choque, meti os meus cães todos no Uber e corri para o hospital veterinário do Restelo. No caminho vi o intestino do Limão sair do seu pequeno e debilitado corpo, enquanto agonizava com dores».

«Recusou-se a prestar-me auxílio»

 

A autora das ficções da estação de Queluz de Baixo revela que o cão está a ser submetido a uma cirurgia que o vai tentar salvar e pede para os seguidores partilharem esta história e «torcerem por ele».

«Cães perigosos ou de grande porte não podem andar na rua sem açaime. Ajudem-me a identificar os donos destes cães que moram junto à Rua da Junqueira, mais para o lado do museu dos coches. Têm os dois cães como referência. O Dog Alemão e um Jack Russel. O grande é branco e preto. Esta senhora não só achou que o cão dela não fez nada de mais, como se recusou a prestar-me auxílio, como nem sequer quis o meu contato para ao menos saber se o meu cão sobrevivia. Para apresentar queixa na polícia preciso de saber onde vivem estes animais. Vamos rezar pelo Limão», remata.

Já na manhã desta quarta-feira, Maria João atualizou o estado de saúde de Limão e mostra o cãozinho já de pé, a recuperar bem da operação.

Percorra a galeria e veja as imagens!

 

Texto: Inês Borges/ Fotos: DR
Veja também:
International Emmy Awards: Ouro Verde VENCE PRÉMIO de melhor novela!

 

 

PUB
Top