Bárbara Bandeira já ajuda os pais financeiramente: «Dividimos a renda»

Bárbara Bandeira completou 18 anos este domingo, 23 de junho, e, além de ter alcançado um dos seus maiores sonhos, a cantora já ajuda os pais financeiramente.

26 Jun 2019 | 15:30
-A +A

Bárbara Bandeira, que fez recentemente 18 anos, revelou um lado mais íntimo a Rita Ferro Rodrigues, na sequência do projeto da comunicadora, Elefante de Papel. O sucesso tem sido crescente e tem-se repercutido, obviamente, na sua conta bancária que, a par da sua carreira, está a ser construída, aos poucos.

Porém, tudo o que ganha não é para amealhar, como seria expectável, e sim, para investir na vida que sempre quis ter. Apesar de ainda viver com os pais, o cantor Rui Bandeira e a instrutora de zumba Siara Holanda, a menina que já ganhou um globo de ouro sabe muito bem o que quer.

A morar na Margem Sul com os pais, desde cedo, Bárbara teve uma conversa recente com o pai e explicou-lhe o quanto gostaria de ter uma casa na capital.  «Eu disse: ‘Pai, eu quero ir para Lisboa, porque acho que vai ser melhor para todos. Nós vamos começar a ter uma vida mais ativa, eu vou estar mais perto do meu trabalho e tu também’. E ele disse – e é verdade – ‘Bárbara, as casas, hoje em dia, em Lisboa estão um absurdo. Eu disse: ‘Não faz mal, dividimos a renda», começou por explicar a intérprete de A Última Carta.

«E, neste momento, faço isso com o meu pai e com o maior orgulho. E irei continuar a fazer. Mesmo que saia de casa, tudo aquilo que os meus pais e a minha família precisarem, o meu irmão, a minha avó… Eu, se ganho dinheiro e se tenho uma independência financeira, não é só para estar aí a comprar Dolce & Gabbana ou Gucci e óculos», partilhou com Rita Ferro Rodrigues, que se impressionou com a maturidade da entrevistada.

«Tenho orgulho em não depender dos meus pais financeiramente»

Durante o diálogo, Bárbara deixou bem explícito que faz questão de participar nas despesas da casa e que o seu dinheiro não serve só para «devaneios». «Eu tenho muito orgulho de não depender dos meus pais financeiramente. É óbvio que eu como com os meus pais e são eles que pagam isso, mas, às vezes, os meus devaneios, quero ir a algum lado, preciso de chamar um Uber… não são eles que têm de pagar», confidencia, ainda, orgulhosa por estar a canalizar o que ganha para algo que lhe incute uma certa responsabilidade.

É que chegar aos 18 anos era, para Bárbara, um desejo muito grande. «Desde os meus treze anos que eu conto até aos 18. Eu queria imenso ser maior de idade!», conta, felicíssima, horas antes de alcançar o grande objetivo. As roupas e as saídas são suportadas por ela, assim como os pequenos mimos a que se vai permitindo. Fã de moda e de marcas – «vou estar a mentir se disser que não gosto» – Bárbara não se deixa, porém, iludir com extravagâncias.

Cantora e compositora, a eterna menina de Rui Bandeira sonhou, desde pequenina, com uma carreira onde pudesse mostrar os seus dotes vocais. O pai não queria, porque considera que esta é uma indústria, maioritariamente, feita por homens e para homens. Bárbara não deixa de concordar, mas o sonho falou mais alto.

«Eu já tive muitos ‘nãos’ e muitas portas fechadas, só porque acham que uma miúda de 17 anos não tem potencial e não vai aguentar ou não tem inteligência suficiente para se manter aqui alguns anos e para abrir as mentes da indústria.» Por isso mesmo, Rui Bandeira não a aliciou de forma nenhuma a ingressar no mundo das canções. O cantor de música ligeira conhece bem as dificuldades e não queria que a filha passasse por essas adversidades.

 

«O meu pai é um cantor normal»

Com pulso firme, Bárbara levou as suas ideias avante e sabe que construiu uma carreira à margem da sombra da do pai. «Sinto que também tiro um peso de cima ao meu pai porque a verdade é que, toda a gente pensa que eu tenho cunhas do meu pai, porque acham ele é super rico e uma pessoa bastante influente, mas não. O meu pai é um cantor normal, é uma pessoa completamente normal e o facto de eu conseguir ganhar o meu dinheiro agora faz-me tirar-lhes um peso de cima», assegura, certa de que está no caminho correto.

A verdade é que apesar de todas as contrariedades, o talento prevaleceu e, hoje, Bárbara sente-se realizada na profissão e no amor. Recordamos que Bárbara Bandeira namora com Francisco Maria Pereira, mais conhecido por Kasha, da banda portuguesa D.A.M.A. O relacionamento, que, alegadamente, começou com tormentos devido à idade do cantor e à falta de aceitação da mãe da artista, parece agora fazer as delícias da família.

Leia também:
«Cuspiam-me». Bárbara Bandeira faz relato impressionante sobre passado de bullying
O primeiro beijo! Bárbara Bandeira e Kasha apanhados em flagrante

 

Texto: Tânia Cabral| Fotos: Reprodução Instagram

 

PUB
Top