Bárbara Norton de Matos revela requisitos para interessados em namorada com a atriz

Fã questiona Bárbara Norton de Matos sobre o que é necessário para namorar com a atriz e não fica sem resposta.

12 Out 2023 | 12:21
-A +A

Após um breve, mas com alguma controvérsia à mistura, romance com o piloto Tiago Raposo Magalhães, Bárbara Norton de Matos está novamente solteira. Agora, e enquanto fazia uma caminhada, a atriz recorreu às redes sociais para responder à curiosidade de um seguidor. “Como fazer para namorar contigo? Currículo Europass aceitas?”, questionou.

Leia ainda: Fernanda Serrano e Pedro Miguel Ramos novamente juntos e já se fala em romance

Com a boa-disposição que a carateriza, Bárbara Norton de Matos não deixou o fã sem resposta. “Preciso de muito mais informações: defeitos, qualidades, filhos, traumas, faz terapia, exercícios, vícios, etc… Lista que nunca mais acaba”, diz. E não se fica por aqui. “Tinha que saber muito mais coisas do que está no currículo, e sem aldrabices, que muitas vezes aldraba-se não é? Mas podem mandar os currículos que quiserem”, acrescenta. A atriz refere ainda que recebe muitas mensagens de mulheres solteiras que gostariam de conhecer alguém sem recorrer a aplicações.

Bárbara Norton de Matos sofre recaída: “Fui fraca”

Bárbara Norton de Matos estava na luta para deixar de fumar. Porém, a atriz confessou aos seguidores que falhou no seu objetvio. “Outra asneira grande que fiz, […] zero orgulhosa, tive uma recaída com o cigarrito”, começou por dizer. “Não deu, digam o que quiserem, mas realmente se perdermos um bocado o foco e a rotina… pronto, fui fraca”, acrescentou. “Andava aqui num stress, a sentir-me muito mal comigo, mas mal à séria, sou uma perfeita fraude. Ali, concentradíssima, sete ou oito meses, nem um [cigarro], feliz. A sentir-me com o maior ‘power’, já a meter muita raiva a quem queria deixar e não conseguia. […] E fiquei a sentir-me pessimamente”, rematou.

Triste com esta recaída, a artista procurou ajuda médica. “Disseram que é perfeitamente normal, que pode acontecer, ainda por cima a pessoas que têm o vício do cigarro desde muito novas, que foi o meu caso, comecei com 14 anos“, acrescentou.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Impala e reprodução Instagram
PUB