Big Brother 2020: Estas foram as expressões mais usadas (e que vão ficar para a história)

Ao longo de 14 semanas, os concorrentes do Big Brother repetiram palavras e expressões que saltaram para o vocabulário dos fãs do reality show.

03 Ago 2020 | 21:40
-A +A

Desde o primeiro dia do Big Brother, que começou com a versão Zoom a 26 de abril, que várias palavras do vocabulário dos participantes saltaram à vista. Passadas 14 semanas, essas palavras ultrapassaram o pequeno ecrã e, como seria de esperar, correm a boca dos espectadores.

Iury foi uma das que mais contribuiu, dizendo regulamente como «ó filha/o», «podre» e «eita», esta última uma interjeição típica do nordeste no Brasil que exprime satisfação ou espanto. Também Ana Catharina, nascida neste país, contribuiu para o leque, vulgarizando, por exemplo, a abreviatura «mara» do adjetivo «maravilhoso».

Mas não só. A frase «os portugueses é que decidem», proferida por Noélia em muitas das ocasiões em que lhe pediram opinião, ou mesmo a forma como o apresentador Cláudio Ramos clamou pela algarvia, gritando «Ó Noelia», encheram vídeos do Tik Tok e arrancaram muitas gargalhadas.

Se há palavra que todos os concorrentes do Big Brother ficaram a conhecer foi despautério, usada frequentemente pelo soberano da casa da Ericeira e adotada por todos os que lá vivem. Do francês «despautère», é sinónimo de grande tolice, disparate enorme ou despropósito.

Até Diogo, quando disse a Hélder «aceita que dói menos» – referindo-se ao facto de Ana Catharina rejeitar qualquer tipo de aproximação -, ou o comentador Pedro Crispim e a sua «bobage(m)» e «social básico», ficam na história do vocabulário desta edição do BB.

Soraia é a grande vencedora do Big Brother 2020!

Soraia é grande vencedora do Big Brother 2020. A concorrente conquistou 31% do público, seguindo-se Diogo com 28%, Noélia (14%), Iury (10%), Ana Catharina (9%) e Sandrina (8%)

Soraia ficou eufórica e festejou no estúdio, ao lado de Diogo, que lhe deu um forte abraço. Para casa, leva 50 mil euros de prémio, metade do valor conquistado por Zé Maria na primeira edição do reality show. O concorrente conquistou, na altura, um prémio monetário de 100 mil euros e um carro.

Recorde-se que esta foi uma edição que fica para a história dos reality shows, uma vez que decorreu em plena pandemia de Covid-19.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram
Veja também:
Concorrentes do Big Brother chocados com notícias do mundo cá fora!
Mãe de Diogo revela: «Este Big Brother girou todo no jogo contra ele!»

 

PUB
Top