Big Brother – A Revolução: Catarina revela ter sofrido aborto espontâneo

Catarina foi a concorrente que abriu o seu coração esta semana na curva da vida do Big Brother – A Revolução, da TVI.

05 Out 2020 | 0:10
-A +A

Catarina foi a concorrente que abriu o seu coração esta semana na curva da vida do Big Brother – A Revolução, da TVI. A jovem revelou, nos últimos dias, que foi violada com apenas 12 anos. «Falem, não tenham vergonha. A vítima não é, nunca foi, nem nunca vai ser a culpada», começa por dizer no confessionário, em conversa com Teresa Guilherme na gala deste domingo, dia 4 de outubro.

«Não era suposto eu ter vindo ao mundo. Acho que foi só para os meus pais ficarem juntos mais uns anos. Quando tinha nove, dez anos, separaram-se. Custou-me muito quando meu pai saiu de casa», assim começa a história da concorrente.

Em lágrimas, a jovem recorda a altura em que foi violada. «Ninguém merece passar por isto, mas não sei por que é que não falei, por que é não tive coragem.»

Anos mais tarde, a participante do reality show teve uma relação amorosa tóxica, chegando a ser vítima de violência doméstica. Algo que também já tinha contado aos colegas. «Chegou a apertar-me o pescoço em público. Senti que podem fazer o que quiserem connosco, que não valemos nada. Apesar destes momentos, sou uma pessoa feliz. Um dia acordei com muitas mensagens a perguntar como eu estava… foi aí que eu soube que tinha morrido uma pessoa [o ex-namorado, que foi assassinado]», conta.

Por fim, Catarina revela que sofreu um aborto espontâneo no ano passado. O bebé era fruto da relação amorosa que tinha na altura com aquele que considerava ser o amor da sua vida. «Discutíamos muito», a razão que aponta para o fim daquela história de amor.

Leia ainda: Catarina do Big Brother violada aos 12 anos: «Ninguém merece passar por isto»

Texto: Ivan Silva

 

PUB
Top