Big Brother: Nuno Graciano revela ataques de ansiedade e assume que foi medicado na casa

Nuno Graciano foi expulso do “Big Brother Famosos” e, nesta segunda-feira, falou com a imprensa. A televisão e as crises de ansiedade foram dois dos temas de conversa.

18 Abr 2022 | 21:00
-A +A

Nuno Graciano foi expulso do “Big Brother Famosos” neste domingo e, depois de ter marcado presença no programa “Dois às 10”, na manhã desta segunda-feira, 18 de abril, esteve à conversa com os jornalistas. O ex-apresentador de televisão voltou a falar da tristeza de não ter trabalho no pequeno ecrã e admitiu que tomava medicamentos dentro da casa.

Sobre as lágrimas que deitou dentro da casa do “Big Brother Famosos”, Nuno Graciano explicou que as sentiu com “uma catarse”. “Foi o momento em que muitas pessoas perceberam porque estava mais triste, mais apagado. Eu não estava resolvido comigo próprio, não estava feliz. Não valia a pena estar a fazer de conta que estava feliz quando não estava”, explicou à TV 7 Dias. Nuno Graciano garantiu que partilhar a sua emoção com Portugal o ajudou a superar essa tristeza: “Foi um momento de reviravolta. Não estava nada à espera. Quando entrei para o confessionário para falar com a Cristina, pensei que íamos ver a Curva da Vida. De repente, senti uma explosão dentro de mim. Foi o lavar da alma. Fiz questão de partilhar com todas as pessoas, não tinha porque esconder isso, já que as pessoas conhecem a minha forma verdadeira de estar em televisão. Foi um momento inesperado, mas muito bonito”.

Sobre o fim da sua carreira de apresentador, o agora ex-concorrente do “Big Brother Famosos” garantiu que não conhece os motivos por detrás da falta de convites e voltou a lembrar as audiências dos seus programas: “Não sei. Na verdade, sempre tive audiências. Não é estar a vangloriar-me, mas é verdade. Tenho experiência em primetime, tenho experiência em daytime, quer de manhã, quer à tarde. Sempre tive bons números. Não sei o que aconteceu pelo caminho, mas sinto-me agradecido por ter trabalhado tanto tempo em televisão“. “Também tem de haver espaço para outras pessoas e colegas que merecem também o seu espaço”, acrescentou.

Ex-concorrente do “Big Brother” escondeu tristeza da família

Nuno Graciano contou, ainda, que escondeu dos mais próximos a tristeza que sentia por estar afastado da profissão. “Sentia-o só. Foi o pior que eu fiz, não recomendo a ninguém que o faça. Escondi a tristeza da minha mulher, da minha família. Acordar todos os dias triste era uma coisa que eu escondia. Tentava ocupar a cabeça com outras coisas para não estar a partilhar isso e para eu próprio não estar a lembrar disso”, disse, sublinhando, porém, que não quer falar em frustração profissional: “Não me sinto nada frustrado profissionalmente. A carreira que tive durante tantos anos e os resultados que eu tive não me podem fazer frustrado”.

Neste momento, o ex-concorrente do “Big Brother Famosos” quer focar-se na vida de empresário. “Para ultrapassar esta fase, tenho de me focar na vida que tenho neste momento e que é real. A minha vida real são as empresas com quem trabalho para pagar o pão nosso de cada dia. Se vier alguma coisa [na apresentação] cá estarei. Estou sempre pronto para abraçar qualquer projeto e dar o melhor de mim. Francamente, não quero criar nenhuma expectativa”, afirmou.

Apesar de ter libertado a sua mágoa, Nuno Graciano não acredita num regresso à apresentação. “A esperança continua a ser nenhuma”, afirmou, agradecendo todo o apoio que tem recebido desde que saiu do “Big Brother”: “Fiquei surpreendido e agradecido por tantos comentários tão positivos. Não me lembro de ter visto um único comentário negativo”.

Nuno Graciano assume que tomava medicação no “Big Brother”

Para tentar explicar a “vontade de dormir” de Nuno Graciano durante a estadia na casa do “Big Brother Famosos”, Rafaela Granado, comentadora do reality show, tinha desvendado que o empresário faz medicação para a ansiedade. Em entrevista à TV 7 Dias, o ex-concorrente confirmou e esclareceu que já sofreu ataques de ansiedade no passado: “De vez em quando, há momentos de maior ansiedade em que tenho de fazer alguma medicação. Já faço isto há 30 anos. Comecei com 20 anos quando tive o meu primeiro ataque de pânico ou de ansiedade, ainda ninguém em Portugal sabia bem o que era ansiedade e pânico, não se falava sobre isso. Na altura, apanhei um grande susto, não sabia o que era isso e não entendia. Graças a Deus, encontrei bons clínicos que me ajudaram e recuperei”.

“Não tenho feito terapia, faço apenas quando é necessário. Neste momento, acho que não preciso. Se calhar o ‘Big Brother’ foi a minha terapia. Se calhar, precisarei lá mais para a frente outra vez. Sempre que precisar vou recorrer a ela”, disse ainda. Na mesma entrevista, Nuno Graciano garantiu que não vai entrar na nova edição do reality show, que deverá arrancar já no próximo fim-de-semana: “O meu tempo de reality shows está tido. A experiência está tida, nem faz sentido. Portugal e os portugueses não me quereriam ver já de repente num outro reality show. Foram sete semanas, já foi bem bom. Nesta agora não me apanham!

Texto: Ricardina Batista; Fotos: Divulgação TVI e Reprodução redes sociais

PUB