Bronca! Maria Vieira foi convidada para regressar à TV mas tinha de moderar a linguagem

Maria Vieira revela ter sido convidada para participar numa produção televisiva, mas foi aconselhada a moderar comentários sobre política nas suas redes sociais.

22 Ago 2019 | 20:30
-A +A

Sem papas na língua, Maria Vieira revela que foi convidada para regressar à televisão, mas com uma condição: não escrever comentários políticos nas redes sociais.

A denúncia foi feita exatamente na sua página do Facebook onde a atriz relata:

«Acabo de ser convidada para fazer parte de uma produção televisiva (não revelarei, por motivos deontológicos, o canal para o qual essa produção se dirige) durante uma conversa de cerca de meia-hora, onde me deram a conhecer o conteúdo do projecto, as datas de gravação e o salário que iria auferir».

 

Maria Vieira diz que não perdeu grande coisa

 

No final da conversa telefónica, Maria Vieira adianta ter acontecido o seguinte: «A pessoa que me contactou sugeriu de maneira dissimulada e muito fofinha que entretanto seria aconselhável eu parar de publicar comentários políticos na minha página de Facebook pois os mesmos poderiam eventualmente prejudicar a minha imagem e de alguma forma embaraçar o próprio projecto para o qual me estava convidando…»

Confessando-se espantada com a sugestão, Maria Vieira revela ter feito uma pausa de alguns segundos para, depois, responder: «Obrigada pelo seu simpático convite mas acontece que eu não estou interessada em fazer parte desse projecto, porque aquilo que eu coloco à venda há quase 40 anos é o meu trabalho, não é a minha dignidade, o meu carácter e a minha liberdade».

Apesar de ter recusado o convite, a atriz garante: «Também não perdi grande coisa: o projeto era fraquinho e o salário não era melhor».

 

Pode ver a denúncia de Maria Vieira aqui:

Comentários polémicos nas redes sociais

 

Nos últimos anos, Maria Vieira tem usado o Facebook para partilhar a sua opinião nos mais variados assuntos. No entanto, isso tem-lhe valido várias polémicas, não poupando amizades como com Ana Bola e até Herman José.

A propósito de um comentário político sobre Donald Trump, Maria Vieira e Ana Bola travaram-se de razões nas redes sociais, com esta última a revelar que não acredita que seja Maria Vieira a escrever os ‘posts’, mas a concordar com eles.

«O que escreve ali, no meu caso, é grave demais para eu ser amiga de uma pessoa daquelas. Tenho lido no Facebook da Maria e já não leio porque a bloqueei. Isto para mim são coisas gravíssimas. Eu tenho muitos amigos de direita com os quais me dou lindamente e o que se passa ali, naquela página do Facebook, é para lá de ser de direita ou de esquerda. É uma coisa quase ao nível de coisas perigosas, de coisas nazis, salazaristas… e com isso eu não posso concordar», chegou a dizer Ana Bola.

Já com Herman José, a situação aconteceu quando Maria Vieira comparou o humorista a Ricardo Araújo Pereira. «O Herman que sempre foi narcisista e exibicionista está agora pior do que antes e vê-lo voltar sempre a si próprio e à sua vida pessoal, às mesmas personagens, às mesmas desengraçadas cantigas e às mesmas piadas barbadas tornou-se absolutamente deprimente», escreveu,

Bate-boca com Júlia Pinheiro na SIC

 

Convidada de Júlia Pinheiro na SIC, Maria Vieira originou um bate-boca com a apresentadora, depois de esta a questionar sobre os seus comentários no Facebook. A troca de argumentos levou a atriz a garantir: «Mais uma pergunta e tens de mandar entrar outro convidado», não sem antes ter dito: «Se me convidaste aqui para falar das polémicas do Facebook, eu não vou falar sobre isso. Eu não vou falar aqui sobre o Facebook, como já disse. Quem quiser ler o que eu escrevo no Facebook, a minha página é pública.»

 

Veja ainda:
Ana Bola chuta Maria Vieira para um CANTO: «É de tal maneira desinteressante»
Em plena POLÉMICA, Maria Vieira volta ao ATAQUE: «não vale o chão que pisa»

 

Texto: Rita Montenegro | fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB