Bronca revelada: Beatriz Gosta enxovalhada por “comediante famosão” nos Globos de Ouro

Beatriz Gosta revelou que, nos Globos de Ouro, foi confrontada por “um comediante famosão” que lhe disse que “não era humorista”. “Não vou fingir que não me abalou a estrutura um pouco”, assumiu.

12 Out 2021 | 18:02
-A +A

Beatriz Gosta, nome artístico de Marta Bateira, marcou presença na entrada do Coliseu dos Recreios, no dia 3 de outubro, para fazer reportagem sobre a 25.ª edição dos Globos de Ouro. A humorista e repórter do “5 Para a Meia-Noite”, da RTP1, conversou com vários famosos e analisou os looks que iam chegando à cerimónia da SIC com o humor que lhe é característico.

A reportagem final deste trabalho encantou os seguidores e já foi vista quase 3000 vezes no YouTube. Contudo, atrás das câmaras, Beatriz Gosta viveu um momento que a magoou e que só agora partilhou com os fãs. “Na noite dos Globos, um comediante famosão soltou a dica na minha cara que eu não era humorista. Na verdade, ele só exteriorizou o que muitos pensam”, começou por escrever.

 

Beatriz Gosta assume: “Trouxe o sapo atravessado para casa”

 

“Não vou fingir que não me abalou a estrutura um pouco. No final de tudo, reparei que trouxe o sapo atravessado para casa”, continuou Beatriz Gosta. “No dia seguinte, depois de matutar um pouco, fiquei em paz. Não sou humorista de ‘punchlines’ génias, contadora de anedotas hilárias… mas sou boa contadora de histórias inéditas e surreais e mudo o ‘mood’ de muita gente com o meu trabalho, consigo sacar-lhes um sorriso e quiçá uma gargalhada, tiro gente da ‘bad’, faço serviço público com humor e por aí fora, então, EU SOU HUMORISTA. Beijo no ombro”, concluiu.

A caixa de comentários encheu-se de elogios ao trabalho da apresentadora. “Sabes fazer muitas coisas, e todas bem. Por isso, uma correção a quem te disse isso: ‘É verdade! Ela não é SÓ humorista! É isso, e muito mais!'”, disse um fã. “Tu és a maior”, escreveu outro. “Quem te conhece e te acompanha verdadeiramente sabe o valor é a energia que tens, as gargalhas sinceras que arrancas e o amor que tens pelo teu trabalho.”

 


 

Texto: Mariana de Almeida; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top