Bruna Marquezine REVELA que SUPEROU DEPRESSÃO graças a Neymar

Bruna Marquezine relembra tempos em que viveu atormentada com o diagnóstico de depressão e revela que contou com a grande ajuda de Neymar.

06 Set 2018 | 16:08
-A +A

Mesmo estando separados, Bruna Marquezine afirma que Neymar foi um ponto de abrigo quando mais precisou. Depois de revelar nas redes sociais que sofria de depressão e distúrbios de imagem devido às críticas que recebia constantemente sobre o peso, a atriz brasileira superou este período atribulado da sua vida.

Durante a participação no evento da Intimissimi em Verona, Itália, Bruna deu uma entrevista à Vogue onde falou da importância do apoio do craque brasileiro neste momento difícil.

Veja também: Marquezine faz comentário divertido em foto de Neymar: «Nunca quis tanto ser uma bola»

«Sempre fomos muito amigos e ele foi uma das poucas pessoas que teve a sensibilidade de perceber que algo estava fora do comum. Ele tentava sempre ajudar, conversar, mesmo quando não estávamos a namorar», afirmou a atriz.

 

 

Apoio psicológico crucial 

 

Bruna pretende que a sua história de vida sirva de exemplo a várias pessoas que estejam a passar pela mesma situação clínica.

«O que acontece muito é que uma vez diagnosticadas com depressão, as pessoas dizem: ‘vais ultrapassar, vais ficar bem’. Esse é o pior conselho, porque tu queres ultrapassar, só que não sabes como. As pessoas diziam que a minha vida era maravilhosa e eu pensava: ‘é verdade, mas eu estou infeliz. Eu sou um lixo de ser humano…porquê? Se a minha vida é maravilhosa e eu estou assim…’», desabafou.

A atriz voltou a reforçar que Neymar foi o único que «não fazia isso», adiantando que teve um papel crucial na luta contra o estado depressivo, mesmo durante o período do término da relação.

Veja também: Bruna Marquezine consola Neymar

 

«Ele dizia: ‘estou aqui, vamos conversar, estás melhor? O que estás a sentir?’. Isso é importante, porque às vezes nem nós entendemos o que estamos a sentir. Não entendia  motivo de me estar a sentir tão infeliz, porque eu olhava para mim e não gostava de nada», acrescentou.

Em declarações à Vogue, Bruna referiu o motivo de voltar a falar do seu passado. «Não falei só a pensar em mim, falei a pensar na minha geração e no meu público, porque sei que há muitas mulheres que passam por isso. As minhas publicações tiveram muita repercussão… Descobri que tinha muitas amigas minhas que eu não fazia ideia que sofriam ou que estão a sofrer pelo mesmo distúrbio que eu tive», declarou Marquezine.

Fotografias: Reuters e Redes Sociais

PUB
Top