Bruno de Carvalho recorda polémica de Alcochete: “Devia ter-me demitido”

Bruno de Carvalho aconselha Luis Rubiales a demitir-se, fazendo referência à sua detenção, no decorrer do caso de Alcochete.

29 Ago 2023 | 16:17
-A +A

Bruno de Carvalho fez, uma vez mais, parte do painel de comentadores do TVI Extra da passada segunda-feira, 28 de agosto. No programa, foi abordado o caso de Luis Rubiales, que está envolvido numa enorme polémica. O beijo dado na boca de Jenni Hermoso, durante os festejos da vitória da seleção espanhola de futebol feminino no mundial, está a ser investigado. Atualmente, Rubiales tem o cargo suspenso pela FIFA.

Leia também: Ex-presidente do Sporting e Liliana Almeida desafiados na TVI: Casal em grande destaque

“Pedia desculpa e demitia-se”

Bruno de Carvalho aproveitou a oportunidade para aconselhar Luis Rubiales, com base na sua experiência. O ex-presidente do Sporting, que esteve detido por, alegadamente, comandar a invasão à Academia de Alcochete, em 2018, deu o seu parecer: “Bastava isso: pedia desculpa e demitia-se. Isto remete-se – e eu vou aqui falar, se nós falamos de nós próprios – ao tempo de Alcochete e de pensar se eu não me devia ter demitido na altura. Sendo que eu não tinha desculpas para pedir, mas eu pensei isso: se eu me demitir, vou assumir a minha culpa.”

“A vida vai-lhe correr mal”

Bruno de Carvalho continuou, dirigindo-se ao apresentador do programa: “Depois de tudo aquilo que passei, eu vou-te dizer já que a primeira coisa que eu devia ter feito era demitir-me. Devia ter-me demitido, porque não tinha passado por tudo o que passei e pelas calúnias e difamações que passei. Portanto, o que eu aconselho ao Luis Rubiales é apresentar a demissão bem rapidinho que a vida vai-lhe correr mal. E por culpa dele, coisa que em Alcochete eu não tive culpa nenhuma, mas por culpa dele vai-lhe correr mal.”

Luis Rubiales: Mãe do presidente da Federação Espanhola em greve de fome

Ángeles Béjar, mãe de Luis Rubiales declarou estar em greve de fome. Confinada numa igreja de Motril, em Granada (Espanha), exige que se faça justiça pelo filho. Luis Rubiales está no centro da polémica em torno dos festejos da vitória do país no Mundial feminino de futebol. Por ter beijado na boca uma das jogadoras, Jenni Hermoso, foi suspenso pela FIFA do seu atual cargo de presidente da Real Federação Espanhola de Futebol.

Veja ainda: Jenni Hermoso: Presidente da federação espanhola beija jogadora na boca

Fotos: Reuters e reprodução Instagram
PUB