Cancro da mama: Joana Cruz regressa aos tratamentos após paragem forçada

Joana Cruz, diagnosticada com um cancro da mama, voltou às sessões de quimioterapia depois de uma pausa forçada por “não apresentar níveis suficientes nas análises para avançar” nos tratamentos.

26 Abr 2021 | 20:10
-A +A

A lutar contra um cancro da mama, Joana Cruz recorreu às redes sociais para atualizar os seguidores relativamente ao seu estado de saúde. A locutora de rádio revelou que está de regresso às sessões de quimioterapia depois de uma pausa forçada nos tratamentos.

Foi através de duas fotografias, em que surge ao lado de um cartaz seu, antigo, que Joana Cruz se mostrou sorridente e confiante neste recomeço. “Regresso ao futuro! Depois de uma pausa nos tratamentos por não apresentar níveis suficientes nas análises para avançar, estou de volta às sessões de quimioterapia. Isto depois de tomar as famosas injeções que estimulam a medula para a produção de glóbulos brancos. Já tinha saudades das sessões no hospital, confesso”, escreveu como legenda das imagens. 

“Cada uma delas significa estar mais perto de estar boa e agradeço poder passar sempre bem disposta e sem sintomas chatos pelo processo. Obrigada pelo apoio de todos. Obrigada a Deus e ao Universo. (E só para não parecer estranho… Esta ‘outra Joana’ tinha-a guardado de uma ação da RFM feita há uns anos)”, brincou a radialista.

 

O tratamento de Joana Cruz na luta contra o cancro de mama

 

Joana Cruz esteve no programa “Dois às 10”, da TVI, em videochamada, com Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, a 21 de janeiro. A locutora da RFM contou qual é o tratamento que está a fazer.

A radialista fez o primeiro tratamento a 15 de janeiro, o mesmo dia em que deu a notícia que estava a lutar contra um cancro de mama. “Passei bem, felizmente. Tive muita gente a perguntar sobre as reações e tudo mais… Eu às vezes decido coisas para mim. Quando a covid começou, disse logo ‘não vou apanhar covid’ e disse que não ia ter efeitos secundários e até agora está a acontecer”, confidenciou.

Ainda, explicou como será o procedimento daqui para a frente. “Há vários tipos de protocolo. Eu vou começar por 12 tratamos seguidos, uma vez por semana, e depois mais quatro tratamentos, creio que depois faça uma pausa e depois a cirurgia será avaliada. São os tais cinco meses de que eu falava. Neste momento o plano é este. É isto que eu sei, para já”, afirmou.

 

Texto: Joana Dantas Rebelo; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top