Casa do Artista: Simone de Oliveira integra nova presidência. José Raposo é diretor

Lauro António é o novo presidente da Casa do Artista, que tem a partir de agora como vice-presidente Simone de Oliveira. José Raposo é o presidente da direção.

12 Mar 2021 | 16:10
-A +A

A nova direção da Casa do Artista vai tomar posse já na próxima segunda-feira, dia 15 de março. Em comunicado, a instituição, que foi assolada por um surto de COVID-19 que provocou pelo menos 11 vítimas mortais, revela a lista dos nomes envolvidos nos novos órgãos sociais.

Confirmando o que a TV 7 Dias já tinha avançado, Lauro António é o novo presidente e Simone de Oliveira a vice-presidente. Otávio Clérigo, Carlos Alberto Moniz e Isabel Damatta são os secretários.

José Raposo preside à nova direção da Casa do Artista. Paulo Dias é o tesoureiro, Luís Aleluia o secretário e Sofia Grillo e Conceição Carvalho as vogais. São suplentes Frederico Corado, Rui Veloso, Luís Alberto, Helena Vieira e Natália Luíza.

O Conselho Fiscal tem como presidente Carlos Gonçalves. São vogais João Silva Santos e Fátima Bernardo e suplentes Bruno Felício, António MiguensCarlos V. Almeida.

 

O que diz a nova direção da Casa do Artista

 

“Neste momento de particular perturbação a todos os níveis e dimensões da vida, é preciso reinventar a esperança e os locais de encontro entre gerações com saberes, expectativas e contributos que se complementem. É necessário, sobretudo, não nos deixarmos imobilizar na descrença e na apatia, pois quem é capaz, tem de persistir na construção e no fazer acontecer”, defende a Casa do Artista, em comunicado.

Diz a instituição que a nova direção “é constituída por pessoas com vontade de servir a cultura nas suas diversas formas e áreas de atividade, que querem continuar o trabalho das anteriores direções e de quem concebeu e edificou este projecto há mais de três décadas, a quem estão profundamente agradecidos.” A Casa do Artista, recorde-se, foi fundada, em 1999, por Armando Cortez, Raul Solnado, Manuela Maria e Carmen Dolores, que morreu, recentemente, aos 96 anos.

A nova direção da instituição deseja “juntar mais e mais pessoas que trabalham nas diferentes áreas do espectáculo, aumentar o movimento e dinamizar a identificação de todos os artistas e técnicos com esta CASA, abrindo-a à sua pertença para que aqui se sintam refletidos e valorizados, mantendo a sua matriz humana”.

“A a aposta no digital, nas exposições temporárias, na galeria de arte, bem como na programação do Teatro Armando Cortez” norteiam a estratégia da nova direção da Casa do Artista, que sublinha ter a missão de “apoiar e dignificar todos aqueles que exerceram, ou ainda exercem, funções relacionadas com a atividade dos espetáculos, pretendendo desenvolver atividades relacionadas com a cultura, ao mesmo tempo que é mantido o apoio social aos sócios.”

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top