Casa e Cozinha: o primeiro canal nascido em tempos de pandemia chega a 8 de abril

Casa e Cozinha chega a 8 de abril à NOS. É o primeiro canal de televisão a nascer em tempos de pandemia e oferece uma programação centrada na gastronomia e no lifestyle. Conversámos com o diretor.

07 Abr 2020 | 14:55
-A +A

Casa e Cozinha é o novo canal português e chega à NOS esta quarta-feira, 8 de abril. Decoração, culinária, moda, beleza, viagens e bem-estar são os temas centrais deste novo canal, uma produção da Dreamia, que detém canais como o Panda, Biggs, Hollywood e Blast.

A TV 7 Dias conversou com Paulo Guedes, diretor do canal, que nos revelou as novidades deste novo canal e falou também dos desafios de lançar o Casa e Cozinha no momento tão particular que o mundo atravessa.

Descreva-nos o canal Casa e Cozinha. 

O Casa e Cozinha é um canal português de Lifestyle, é produzido pela Dreamia que é uma empresa portuguesa, nele iremos encontrar conteúdos diversificados que giram à volta dos temas da decoração, da culinária, da moda, da beleza e do bem-estar, com produções internacionais de sucesso e com produções próprias nacionais que foram pensadas de raíz para o público português. O Casa e Cozinha para já, arranca na NOS, mas contamos que num futuro próximo, esteja disponível em todas as operadoras.

De que forma é que este canal se distingue da restante oferta já existente no mercado?

Não existe no mercado português nenhum canal com as mesmas características do Casa e Cozinha, somos um canal com uma vertente DIY [do it yourself, faça você mesmo, em português] muito forte, com conteúdos atuais e atractivos, com produções nacionais que destacam o que de melhor se faz no nosso país.

O Casa e Cozinha pretende ser um lugar de inspiração para a vida, como refere o nosso lema, com uma grande variedade de conteúdos, numa grelha com 16 formatos de programas diferentes, com cerca de 300 horas de estreias em Portugal e direccionada para valorizar produções próprias originais, que destaquem profissionais e especialistas nacionais.

Quem são os novos rostos dos programas e de que forma foram seleccionados?

Temos o programa A Nossa Cozinha com Maria José Sousa que nos ensinará receitas típicas e tradicionais portuguesas. Com a Maria José quisemos trazer a tradição para nosso canal. Na vertente da decoração escolhemos a Sofia Pereira que a partir de Maio e ao longo de 22 programas de Personaliza a Tua Casa visitará vários artesãos portugueses apresentando as suas técnicas (tecelagem, cerâmica, peles, calçado, arraiolos, olaria, cortiça etc) e que nos ensinará a transformar e criar peças decorativas para a nossa casa com as técnicas aprendidas.

Teremos ainda, nos próximos meses, o Cozinhamos Contigo com a reconhecida chefe Lúcia Ribeiro que percorre os vários mercados tradicionais do nosso país desafiando os portugueses a partilharem uma receita que será cozinhada e adaptada por ela.

 

O consumo televisivo do cabo aumentou exponencialmente no último mês mas o investimento publicitário não tem acompanhado. Quais são os principais desafios de lançar um canal neste momento?

Foi um grande desafio arrancar com o canal nesta altura em que os recursos são limitados. Fizemos no entanto questão de lançar o Casa e Cozinha neste período em que estamos confinados à nossa casa, em que estamos a chegar a uma fase de saturação e em que as ideias para valorizar o nosso tempo já escasseiam, como forma de inspirar as pessoas e oferecer-lhes sugestões para aproveitarem o tempo em casa e quem sabe experimentar uma nova receita ou renovar aquela peça de mobília, dando-lhe uma vida nova.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: Dreamia

 

Veja mais:
Quarentena na TV: Há mais meio milhão a ver televisão e um crescimento brutal do cabo
Acabou mesmo! Grupo do Correio da Manhã já não vai comprar TVI

 

PUB
Top