Caso Noah: Famosos unem forças para ajudar a encontrar menino desaparecido

Noah tem dois anos e meio e está desaparecido desde a manhã desta quarta-feira. Dezenas de famosos partilharam, desde então, o apelo feito por uma amiga dos pais da criança nas redes sociais.

17 Jun 2021 | 10:37
-A +A

O caso de Noah, o menino de dois anos e meio desaparecido desde a manhã desta quarta-feira, dia 16 de junho, em Proença-a-Velha, está a sensibilizar Portugal. Desde que a notícia foi tornada pública, vários famosos aproveitaram o facto de serem seguidos por milhares de pessoas nas redes sociais para partilhar o apelo feito por uma amiga dos pais da criança na Internet.

Afonso Pimentel, Angie Costa, Beatriz Frazão, Bruna Quintas, Bruno Nogueira, Carolina Deslandes, Daniel Oliveira, Débora Monteiro, Helena Costa, Inês Aires Pereira, Isaurinha Jardim, Jessica Athayde, Madalena Aragão, Maria Cerqueira Gomes, Marta Cruz, Rui Maria Pêgo, Salvador Nery e Zé Lopes foram algumas das muitas figuras públicas a dar eco ao caso de Noah.

“Partilhem, por favor”, suplicou César Mourão, enquanto Sílvia Alberto sublinhou que “toda a ajuda e partilha é necessária”. “O Noah ainda não apareceu. Quem puder juntar-se às buscas é bem-vindo. Ponto de encontro no posto da GNR”, fez saber, por sua vez, Inês Herédia.

“Peço, por favor, a todos vocês que partilhem muito e que ajudem este menino lindo a regressar a casa para junto da sua família. Neste momento, toda a ajuda é pouca”, disse ainda Gonçalo Quinaz. “Menino desaparecido. Ajudem a partilhar!”, complementou Jéssica Nogueira.

 

Peça de roupa do menino aparece no local

 

As autoridades continuam sem conseguir encontrar Noah. O menino desapareceu da moradia da família com a cadela, Melina, que entretanto apareceu. Apareceu também uma peça de roupa do menino. Da criança, nem rasto.

O alerta foi dado pela mãe, que, ao acordar, deu pela falta do filho. O pai teria saído para trabalhar num terreno agrícola e, quando a mulher acordou, o filho tinha desaparecido, bem como as galochas azuis. Eram cerca das 8 horas da manhã. A irmã, de seis anos, estava a dormir.

 

O pedido de ajuda da mãe de Noah

 

A publicação na rede social Facebook chegou a ter a oferta de 500 euros de recompensa por informações sobre o menino, mas essa parte acabou por ser ocultada do pedido de ajuda.

“As buscas durante a noite foram infrutíferas. A criança ainda não foi encontrada”, revelou Jorge Massano, oficial de comunicação e relações públicas do Comando Territorial da GNR de Castelo Branco, durante a manhã desta quinta-feira, à agência Lusa. Foi feito um reforço dos meios. Atualmente, encontram-se 28 efetivos no terreno.

A GNR e a Polícia Judiciária estão a fazer buscas no local, uma zona de mato, desde a manhã de quarta-feira. A área abrangida pelas buscas é atualmente “bastante alargada” e as autoridades contam ainda com a ajuda de populares, que se juntaram voluntariamente às buscas logo após o alerta, confirmou Jorge Massano à Lusa.

 

Pais têm o hábito de deixar a porta de casa destrancada

 

Segundo avança o Jornal de Notícias, os pais e avós de Noah são agricultores e muito prezados pela vizinhança, o que justifica as dezenas de pessoas que entretanto se juntaram às buscas, entre 70 e 80.

De acordo com o Correio da Manhã, os pais de Noah já foram ouvidos pela PJ e terão dito que o filho seria perfeitamente capaz de calçar as galochas sozinho. De acordo com o mesmo jornal, os pais terão o hábito de deixar a porta destrancada e recordaram até um episódio em que o menino seguiu o pai para o campo agrícola.

 

Acompanhe todas as informações sobre o caso no Portal de Notícias Impala.

 

Texto: Dúlio Silva e Marta Amorim; Fotos: D.R.

PUB