Cenas de sexo intenso impediram Emília Clarke de protagonizar Cinquenta Sombras de Grey

Emília Clarke revela em entrevista que recusou papel de Anastasia Steele no filme “Cinquenta Sombras de Grey”, que depois foi entregue a Dakota Johnson.

16 Ago 2022 | 22:30
-A +A

Emília Clarke deu vida a Daenerys na série “Guerra dos Tronos” e alguns fãs têm, certamente, na memória algumas imagens ‘mais quentes’ protagonizadas pela própria, nomeadamente as cenas de sexo com Khal Drogo ou o nascimento dos dragões. O que não sabiam até agora é que esse tipo de cenas fizeram com que a atriz inglesa não fosse protagonista de cenas ainda mais picantes na popular saga “As Cinquenta Sombras de Grey”.

A revelação bombástica foi feita numa entrevista ao The Hollywood Reporter. Emília Clarke contou que recusou o papel de Anastasia Steele – que havia de ser entregue a Dakota Johnson – por conta das experiências de cenas de sexo e nudez em “A Guerra dos Tronos”. “A [realizadora] Sam [Taylor-Johnson] é uma mágica. Adoro-a e pensei que a sua visão foi linda. Mas a última vez que fiquei nua para a câmara foi há muito tempo e, no entanto, é a única pergunta que me fazem por ser mulher. E é bastante irritante e estou cansada porque o fiz para a personagem — não o fiz para que um tipo qualquer pudesse ver os meus seios”, começou por explicar a atriz.

Esta não é a primeira vez que a atriz se mostra desconfortável com cenas deste género. No ano de estreia de “As Cinquenta Sombras de Grey”, Emília Clarke fez declarações nesse sentido. “Não suporto cenas de sexo. Deveriam ser mais subtis. Sou britânica, por isso não gosto desse tipo de coisas. A maior parte das cenas de sexo que se vêem em filmes ou na televisão são gratuitas e servem simplesmente para atrair a audiência. No ecrã, quanto mais subtil, melhor”, disse, em declarações reproduzidas pelo Daily Mail.

Mais recentemente, a atriz deu vida a Qi’Ra em “Han Solo: Uma História de Star Wars” e, antes, tinha sido também Sarah Connor em “Exterminador: Genisys”.

Fotos: D.R.

PUB