César Mourão goza com contratação de Paulo Rocha. Dono da SIC vai às gargalhadas

César Mourão brincou com a contratação de Paulo Rocha pela SIC, ele que foi anunciado como “a bomba que faltava”. Vários rostos da estação, entre os quais o CEO da Impresa, não contiveram os risos.

03 Jan 2021 | 18:00
-A +A

Nada escapa ao olhar atento de César Mourão. Logo nos primeiros minutos do especial de fim de ano do programa “Terra Nossa”, dedicado aos formatos e rostos da SIC, o humorista fez uma alusão à contratação do ator Paulo Rocha, anunciada com pompa e circunstância, em julho de 2020, como “a bomba que faltava” na estação de Paço de Arcos.

“Antes de mais, queria dar-vos uma novidade. E é talvez a maior surpresa que eu poderia dar. Normalmente não falo destas coisas nas redes sociais, mas hoje é uma honra e um privilégio para mim poder estar a dividir o palco com alguém que imediatamente me disse que sim. É uma surpresa gigantesca. Não se admirem se amanhã se falar nisto. É uma surpresa que me traz uma alegria enorme. Uma surpresa para todos, e um surpresa ele ter aceitado este convite. Um aplauso gigantesco para alguém que me honra muito estar connosco esta noite: Paulo Rocha”, começou por introduzir o anfitrião da noite.

 

Paulo Rocha? “É uma bomba que foi meio desmantelada”

 

“Ele não está. Caraças!”, brincou, logo depois, César Mourão. De imediato ecoaram várias gargalhadas da plateia, entre elas as de Diana Chaves e do cantor Emanuel. E de facto, o intérprete, que passou os últimos anos no Brasil, não surgiu no palco da sala de espetáculos. Ainda assim, isso não impediu o humorista de continuar a brincar com a situação. “Não está na plateia. É uma bomba que foi meio desmantelada“, prosseguiu Mourão, entre risos dos convidados. 

A próxima ‘vítima’ foi nada mais nada menos do que outro humorista. “O Paulo Rocha não está? Que pena… Mas está o Bruno Nogueira, que, no fundo, é o Paulo Rocha possível”, atirou. “Olha, como é que foi chegares à SIC depois de um Paulo Rocha?”, questionou, de forma irónica, ao autor dos diretos de Instagram “Como é que o Bicho Mexe?”. “É difícil estar à altura, mas vou dar o meu melhor”, retorquiu Bruno Nogueira. Seguiu-se um plano de Francisco Pedro Balsemão, CEO do grupo Impresa, dona da SIC, a rir-se da tirada de César Mourão.

 

Cristina Ferreira também foi um alvo de César Mourão

 

Ainda durante o especial, o comediante mencionou Cristina Ferreira, numa alusão à concorrência no dia em que se estreou a série “Esperança”, cujo primeiro episódio foi exibido também pela SIC generalista.

“De certa forma, tive azar, porque estreei na altura mais difícil. Foi sábado. Não só estava o Nel Monteiro na Junta de Freguesia de Cacia como estava a vaca da Cristina do outro lado”, atirou César Mourão, ao referir-se à entrada de um animal desgovernado no programa da TVI “Noite de Cristina”.

 

Conheça toda a história aqui.

 

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: reprodução SIC e redes sociais

PUB
Top