Cláudia Vieira abre o jogo sobre casamento: «Fiz o João perder a vontade»

A apresentadora assume guerra aberta de audiências e confessa ainda que, por sua culpa, pode ter “destruído” o sonho do companheiro de subir ao altar.

19 Set 2020 | 17:20
-A +A

É no papel de casamenteira que Cláudia Vieira entra em casa dos portugueses e a apresentadora assume que este novo desafio superou todas as suas expetativas.«Este papel está a ser mais interessante e mais fascinante do que alguma vez poderia imaginar. Quando recebi o convite não achei que me fosse envolver tanto nem ter tanto prazer naquilo que ando a fazer», conta a anfitriã de O Noivo É Que Sabe.

Numa altura em que, mais do que nunca, SIC e TVI lutam pelas audiência, Cláudia está ciente que está no epicentro de uma guerra de audiências mas garante que nunca se sentiu pressionada. «Nunca foi uma pressão para mim as audiências. Fiz este projeto com a mesma entrega e forma de ser e estar, que qualquer outro. Quer fosse um momento de guerra aberta pelas audiências, que eu sei que é, ou não. Eu quero fazer o melhor possível e ter o melhor número possível. Óbvio que gosto de vencer, que o meu trabalho seja visto mas não é algo que me mova», assegura, de forma tranquila mas orgulhosa.

A estrela da SIC sublinha ainda que o peso do sucesso do programa não pode ser posto em si. «Foi extremamente fácil adaptar-me a este papel. Eu não tive uma grande preparação. O que me foi pedido foi apenas para ser eu e não há um esquema de apresentação. E assim foi. Mas eu não visto esse cunho de ‘isto é um sucesso por minha causa’. Não! Eu sou apenas o rosto do programa», afiança a também atriz. «Este programa veio na altura certa. Estamos todos, de uma forma geral, muito sensíveis. E toda a conjuntura, o facto de ter surgido nesta fase acho que é um dos ingredientes para o sucesso. Há muitos motivos e acho que essa pressão e esse peso não pode ser feita na pessoa que é o rosto do programa e felizmente não sinto de todo isso», garante.

Cláudia Vieira tem vivido de perto e muito intensamente a aventura dos concorrentes do programa. Mas será que a apresentadora seria menina para embarcar numa aventura destas? «Sinceramente? Não!», atira, com uma gargalhada sonora. «Primeiro porque nunca teve nos meus planos casar. Nem mesmo o facto de assistir a tantos casamentos me fez mudar de ideias. Não tirou a magia que tenho e sempre tive dos casamentos mas não é uma coisa que eu deseje», explica. «O meu desejo não é casar mas fico sempre emocionada com o momento de partilha dos casais daquele testemunho de amor. Mas acima de tudo não participava porque a minha vida já é tão exposta que estar a casar na televisão, acho que não faria sentido», afirma, enquanto lhe ocorre outra hipótese. «Ou então, até era uma graça. Já que a minha vida é tão exposta, ‘bora lá expor tudo e casar para toda a gente ver! Mas talvez esteja mais inclinada para a primeira opção…», diz, a rir.

Se, hipoteticamente, o casal concorresse ao formato da SIC, Cláudia garante que o namorado não a ia desiludir. «Essa era a parte boa e que me deixava confiante! Era ser o João a organizar tudo. Não tenho a certeza se ele ia acertar nas coisas todas que eu ia gostar mas confio muito mais nele do que em mim para organizar um casamento. Como eu nunca desejei, não ia ficar muito triste por algo ser ao lado do que queria. Só se ele não convidasse os meus irmãos, os meus pais, a minha família vá é que eu ia ficar chateada», revela.

No que diz respeito a casar, a atriz confessa à TV 7 Dias que talvez tenha «destruído» o sonho de João Alves. «Eu diria que ele também não tem vontade de casar ou, se tinha, desistiu da ideia depois de me ouvir a repetir tantas vezes que não queria», diz, a rir. « Acho que já fiz o João perder a vontade de casar, talvez seja mais isso…Ele diz sempre que o casamento não é fundamental mas eu lá no fundo acho que ele gostava de ter esse dia. Acho que só não me pede em casamento porque eu já disse tantas vezes que não que devo tê-lo assustado, coitadinho. Fiz com que não me peça nunca em casamento», admite, no tom bem disposto que a carateriza.

O casamento perfeito para Cláudia Vieira

O vestido: Costas à mostra, fluido com uma grande cauda e um grande véu.
O local: Ui, tantos…por mim podia ser de asa delta, assim uma grande loucura. Acho que tínhamos espírito para isso. Bem, eu tinha, o João não! Ele queria uma coisa mais estável, mais segura.
As alianças: As tradicionais, em ouro, acho muito bonitas.
O que não pode faltar no buffet: Chocolate, garantidamente.
A lua de mel: Um destino paradisíaco, com praia e mar azul turquesa. Nunca fiz Nova Zelândia e Austrália e assim aproveitava e fazia a minha viagem de sonho e lua de mel de uma vez só.
A música: Queria a Marisa Liz dos Amor Electro a cantar na cerimónia, adoro-a, ela é o máximo.
A despedida de solteira: Ai meu Deus, segredo! Isso não se pode mesmo saber!

Texto: Maria Inês Gome (ines.gomes@impala.pt); Fotos: Nuno Moreira
Veja também:
As revelações surpreendentes de Cláudia Vieira sobre o seu casamento!
Cláudia Vieira arrasa Pedro Teixeira! Somos Portugal continua a perder para Domingão

 

PUB
Top