Cláudio Ramos encara Maria Elisa em direto após lhe ter chamado «arrogante»!

Em 2017, Cláudio Ramos afirmou que Maria Elisa tinha «um pouco a postura de arrogante». Dois anos depois, reencontrou-a em direto n’O Programa da Cristina.

11 Jul 2019 | 9:11
-A +A

Maria Elisa foi uma das convidadas da emissão desta quarta-feira, dia 10 de julho, d’O Programa da Cristina, da SIC. A jornalista falou com Cristina Ferreira sobre o passado ligado ao pequeno ecrã, o avançar da idade, a forma como lida com a fibromialgia – doença que lhe foi diagnosticada em 2001 e da qual se tornou o principal rosto em Portugal -, política, a família e a altura em que viveu em França. Cláudio Ramos esteve presente, mas remeteu-se ao silêncio.

A razão pode remeter para 2017. Em março desse ano, Maria Elisa dava uma entrevista a Rui Unas, para o podcast Maluco Beleza, e o ‘vizinho’ da principal estrela do canal de Paço de Arcos aproveitava para recordar um episódio bem mais antigo. Foi no blogue que leva o nome de Cláudio, num texto que o também comentador intitulava A Maria Elisa de Hoje (A que me Chumbou no Casting!).

No texto que escreveu, Cláudio Ramos explicou que «teria que recuar muito tempo, muitos anos, para perceber porque» deixou «de simpatizar, a determinado momento, com Maria Elisa». «Ela era diretora de programas da RTP, eu tinha feito 400 quilómetros para estar presente num casting para um programa chamado Caderno Diário».

 

«Foi a desculpa que me deu»

 

«Dois dias depois um telefonema disse-me que teria ficado com o lugar. Iria receber à semana mas teria que estar no dia seguinte na RTP na 5 de Outubro. Assim fiz. (…) Empenhei-me como sempre o faço, convencido de estar a fazer o melhor… lembro-me que alguém me ligou a pedir entretanto o meu número de contribuinte para tratar do contrato. (…) Achei estranho, porque entretanto nunca mais me ligaram a pedir o tal número de contribuinte… Descobri depois, pelo produtor na altura e por insistência minha (porque nunca mais me pediam o tal numero de contribuinte), que afinal não tinha ficado: ‘A Maria Elisa não gostou do teu sotaque’. Foi o que me disse, foi a desculpa que me deu», lê-se.

Recorde-se que a escritora ingressou em 1973 na RTP como locutora. Em 1981, foi convidada para diretora de programas do canal e, em março de 1998, voltou a assumir o mesmo cargo, sendo até hoje a única mulher com essas funções na estação pública de TV.

 

«A minha ideia sobre a Maria Elisa mudou, para pior!»

 

«Bem, a partir daí, como podem imaginar, a minha ideia sobre a Maria Elisa mudou, para pior!», prossegue o companheiro de Cristina Ferreira nas manhãs da SIC, assumindo que foi a entrevista a Rui Unas que acabou por «mudar um bocadinho a ideia» que manteve da jornalista durante todos esses anos.

«Foi convidada de Rui Unas e durante quase uma hora falou abertamente sobre si. Falou daquela maneira que ela tem de falar, onde muitas vezes parece que é a dona do mundo e da razão (mas não é). Mas a verdade é que deu para  a conhecer melhor. Talvez, desta vez, eu tenha percebido quem é a Maria Elisa. Apesar de não querer ser chamada de arrogante, tem um pouco essa postura. Mas eu gosto disso», assumiu.

«Descobri também o que temos em comum: ambos somos apaixonados por televisão. Hoje, se me sentasse com ela, era capaz de trocar umas boas ideias», rematava o apresentador.

 

VEJA TAMBÉM:
Cláudio Ramos dá tudo de meias altas e mexelhote na mão
Cláudio fala sobre o seu pénis e Cristina fica de boca aberta: «É grande e espaçosa»
Cláudio Ramos e a tentativa hilariante de falar inglês! Veja o vídeo

 

Texto: Ana Filipe Silveira | Fotografias: reprodução redes sociais

PUB
Top