Cláudio Ramos pondera casar-se com Diogo Faria. «E uma bonita celebração de amor»

Anos depois de ter contraído matrimónio com a mãe da sua filha, o apresentador pondera voltar a «dar o nó». Entretanto, sonha com algo mais na SIC.

07 Set 2019 | 19:30
-A +A

Já não é a primeira vez que Cláudio Ramos se veste de noivo e este ano voltou a fazê-lo no norte do País, mais precisamente na Fortaleza da Póvoa de Varzim. «Estou todos os anos, fui a primeira pessoa a fazê-lo. Na altura casei-me com a Kelly Bailey e só não estive presente o ano passado porque a minha irmã casou na vida real… Com a Liliana Campos já devo ter casado cinco vezes», conta, bem-disposto, à TV 7 Dias o ‘vizinho’ de Cristina Ferreira no programa das manhãs da SIC.

O tema casamento não é estranho ao apresentador, que já foi casado com Susana Moniz, a mãe da sua filha, Leonor. Atualmente a namorar com o ator Diogo Faria, relação que já dura há alguns anos, mas que os dois só assumiram há pouco tempo, Cláudio não descarta a possibilidade de o fazer novamente.

«Uma pessoa romântica como eu acha sempre que o casamento é uma bonita celebração do amor. Não tem necessariamente de ser como o Mundo o imagina», responde, enigmático.

Há duas semanas, assinalou-se um ano sobre o anúncio da mudança de Cristina Ferreira para a SIC e é com a apresentadora que Cláudio faz dupla desde que esta assumiu os comandos de O Programa da Cristina. Ao fim de oito meses, o ‘vizinho’ não podia estar mais satisfeito com o ponto que atingiu na sua carreira.

«Sinto que sou um ótimo profissional, um excelente comunicador, que cresceu no sentido daquilo que desejou e para aquilo que trabalhou e se preparou. Umas pessoas gostam, outras nem tanto, mas nenhuma poderá dizer que isto não é verdade. Trabalho há mais de 20 anos no sentido daquilo que faço hoje. Sinto que é justo qualquer reconhecimento que me seja feito, no sentido de aposta profissional. Não sou modesto, nem acho que deva ser. Sou muito vaidoso do que consegui com as bases que tive. Independentemente do que o futuro me reserva, tenho a consciência plena daquilo que valho enquanto profissional», assume Cláudio Ramos, que, ao olhar para tudo o que já fez, admite que podia ter seguido algumas vezes por outro caminho, o que o faz reconhecer que se pudesse «mudava muitas coisas».

«Mas acho que todas as coisas me fizeram amadurecer. Mas profissionalmente nem todas eram necessárias. Do meu lado e de outros lados também», diz.

 

«Mentiras só por maldade»

 

Habituado à crítica, mas consciente de que faz parte do jogo televisivo, o profissional da SIC foi acusado recentemente de ser o responsável pela quebra de audiência nas manhãs, durante o período de férias de Cristina. Simultaneamente, o apresentador foi acusado de ter aproveitado a ausência da colega para meter os ‘amigos’ no programa matutino do canal de Paço de Arcos.

Sem responder diretamente, Cláudio diz que estas notícias não o aborrecem. «Respeito as opiniões de quem considero que as pode dar e fazer melhor que eu. Há pouca gente no meio a quem reconheço sequer a credibilidade para dizer se estou bem ou mal sentado, quanto mais se faço bem ou mal o meu trabalho. Podem escrever o que quiserem a meu respeito e terão o meu respeito sempre», atira, deixando no entanto um aviso: «Não podem é escrever mentiras só por maldade. Pelo menos no meu vocabulário, ‘trair’ é uma palavra forte. Em jornalismo e por jornalistas deve ser usado com rigor e consciência. Quem não o faz não é jornalista… é junta-letras. E isto faz parte do jogo, onde serei uma peça», reconhece.

Confortável nas manhãs da SIC, Cláudio está satisfeito com o que o diretor-geral, Daniel Oliveira, lhe reservou. Mas isso não o impede de sonhar com algo mais. «Eu sou dos raros que acha que a parceria em televisão é generosidade e grandeza. Não acho que fazer televisão a solo seja melhor, mas também acho que estar confortável não significa que não queira mais. Seria hipócrita e burro se dissesse que não. É óbvio que quero mais, é óbvio que quero fazer mais. É óbvio que eu sei fazer mais. Já mostrei muitas vezes a minha capacidade e que sou mais do que força de vontade. Tudo tem um tempo e este tem sido tempo de um crescimento na boa direção», conclui.

 

VEJA TAMBÉM:
Bronca! Cláudio Ramos bloqueia Carolina Deslandes e ela reage
Cláudio Ramos e os tratamentos estéticos: «A idade já não é o que era»
Cláudio Ramos encara Maria Elisa em direto após lhe ter chamado «arrogante»!

 

Texto: Luís Correia | Fotografias: João Manuel Ribeiro

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1694 da TV 7 Dias)

PUB
Top