Cláudio Ramos vai a Fátima depois da gala final do Big Brother: «Foi uma conquista minha»

Cláudio Ramos terminou a edição de 2020 do Big Brother com o sentimento de dever cumprido e com a realização de um sonho de 20 anos. O apresentador foi a Fátima depois da gala agradecer.

03 Ago 2020 | 9:00
-A +A

Cláudio Ramos terminou a grande final do Big Brother 2020 emocionado. Afinal, o apresentador acabou de concretizar um sonho de 20 anos, que começou quando estreou o reality show em Portugal, em 2020. Em sinal de agradecimento, Cláudio Ramos esteve no Santuário de Fátima durante a noite desta segunda-feira, pelas 3h00. No Instagram, Cláudio Ramos, que se mostra ainda com a roupa da gala, falou em gratidão.

«…Fátima depois do programa. Silêncio depois do barulho. No corpo a roupa da gala. Nos pés os sapatos do estúdio. Na mente a gratidão, porque deste lugar chegou-me sempre uma força a cada semana e foi este lugar que muitas vezes me escutou. Grato. Sempre. Para sempre! Até amanhã!», escreveu.

Antes, ainda em direto na TVI e a minutos de anunciar a concorrente Soraia como a grande vencedora da edição comemorativa dos 20 anos, Cláudio falou nas dificuldades que a produção enfrentou ao estrear o reality show no meio de uma pandemia, numa altura em que Portugal estava confinado.

 

«Foi muito difícil» 

Ao ser homenageado com um vídeo e palavras do próprio Big Brother, Cláudio Ramos não escondeu a emoção.

«Obrigado. Quero agradecer a todas as pessoas que acreditaram nesta aventura, que era possível, eu sou só a cara do programa, atrás há muita gente e eu estou aqui – neste caso hoje a Pipoca [mais Doce] e a Marta [Cardoso] – nós somos só a cara do programa. Há muita gente a trabalhar para que resulte, muita gente a acompanhá-los dentro da casa para que a coisa resulte. Foi muito difícil começar a fazer o Big Brother, porque nós começamos a fazer o programa em pandemia, é muito difícil os concorrentes chegarem a este estúdio e eu não poder abraçá-los, é muito difícil fazer um programa de televisão onde sabemos que vamos ser olhados sobre todos os pontos de vista e ainda assim continuar a acreditar que vale a pena acreditar», referiu.

 «A única coisa que eu fiz aqui ao longo deste tempo todo foi cumprir um sonho, tinha este sonho há 20 anos, é há 20 anos –  seria a Marta [Cardoso] concorrente do programa eu disse: ‘um dia eu vou apresentá-lo!’. O que eu não imaginei é que metade da equipa que trabalha comigo eu não conheço a cara, metade está de máscara, sempre. Eu venho para este estúdio às 11 horas da manhã num domingo e tenho a equipa inteira de máscara. Metade só consigo ver os olhos, mas os olhos são o espelho da alma.», disse.

«Eu não tenho palavras para agradecer tudo o que Portugal me deu ao acompanhar todos os dias este Big Brother, agradecerei sempre a oportunidade! Aconteça o que acontecer depois de amanhã, isto que eu fiz aqui foi uma conquista minha e tenho um orgulho gigante de ter apresentado um programa onde os concorrentes são – como disseram a Pipoca e a Marta – diferentes, inovadores e marcaram, seguramente, um antes e um depois dos reality shows em Portugal. Obrigada a todos e obrigado Big Brother, sem si eu não tinha sido capaz. Obrigada a todos de coração, mesmo!», terminou.

Texto: Ricardina Batista; Fotos: Reprodução redes sociais

 

Leia ainda:
Soraia é a grande vencedora do Big Brother 2020!
Iury Mellany começa gala do Big Brother logo a ganhar! Saiba o quê

PUB
Top