Com quem vai falar Cláudia Pascoal antes de atuar na Eurovisão?

Cláudia Pascoal e Isaura fazem revelações horas antes de subirem ao palco do Altice Arena para a Grande Final da Eurovisão 2018.

12 Mai 2018 | 17:06
-A +A

Antes de subir ao palco do Altice Arena, Cláudia Pascoal vai fazer um último telefonema. «Muito possivelmente, vou falar com a minha mãe e perguntar ‘está a peruca posta? Vou entrar agora!’», conta a intérprete de «O Jardim».

Portugal é o oitavo país a subir esta noite ao palco do Altice Arena, para a Grande Final da Eurovisão 2018. Cláudia Pascoal e Isaura fizeram uma última visita à sala de imprensa, situada no pavilhão de Portugal, antes da emissão em direto.

Saiba mais: «Os 26 países da Grande Final»

Fizeram selfies, deram entrevistas e, numa espécie de conferência de imprensa improvisada, fizeram algumas revelações sobre esta jornada que tem sido a Eurovisão.

Recorde: «Cláudia Pascoal quer perucas rosa na Eurovisão»

Há dois meses, na final do Festival da Canção, Cláudia Pascoal confessou que gostava de ver o Altice Arena cheio de perucas com a mesma cor do seu cabelo. O desejo da intérprete de «O Jardim» concretizou-se e, ao longo desta tarde de sábado, as cabeças enfeitadas de cor de rosa têm dominado o exterior do Altice Arena.

«Comove-me tanto subir ao palco e a primeira coisa que vejo são aqueles pontinhos cor de rosa. Muito obrigada!»

Um palco que «não dá choques»

Depois de mais de uma semana de ensaios, os concorrentes dos 43 países tornaram-se uma grande família. Cláudia Pascoal explica que o ambiente é «super positivo» e que, a seguir à Grande Final, vai haver festa.

«O ambiente entre os concorrentes é excelente. Mesmo os que já não estão a concurso vieram hoje para nos apoiarem. Após a emissão vamos estar todos juntos, a festejar. Isto é um festejo da música e nada mais do que isso. Ficarei feliz com qualquer um que ganhe porque não há uma única pessoa que seja má».

Esta noite, quando Cláudia Pascoal e Isaura interpretarem «O Jardim» será a primeira vez que 200 milhões de telespectadores verão a atuação. No entanto, a mesma já foi repetida dezenas de vezes pela dupla portuguesa. Nada que faça com que Cláudia e Isaura percam a energia e a emoção da música.

«Esta noite é fazer exatamente o mesmo que sempre fiz. Com grande foco, com grande leveza e estar sempre ao lado da Isaura. O que eu mais adoro nesta experiência é tê-la partilhado com a Isaura. Nunca me sinto sozinha. O palco é nosso, não é meu». Um palco que, como salienta Cláudia, tem uma particularidade muito especial.

«Pisar este palco é incrível. Não dá choques. Não sei se vocês sabem mas há palcos que dão choques e este não dá. Tem sido uma experiência inacreditável»

Texto: Raquel Costa | Fotos: Nuno Moreira e Zito Colaço

PUB