“Constrangedor”: Mariana Pacheco assume “confusão” com cenas íntimas com Paulo Rocha

Paulo Rocha e Mariana Pacheco já foram pai e filha em “Morangos com Açúcar”. Agora, em “Amor Amor”, envolvem-se fisicamente. “Só torna tudo ainda mais incestuoso”, opinou a atriz.

19 Abr 2021 | 22:30
-A +A

Mariana Pacheco vive uma relação amorosa com Paulo Rocha na novela “Amor, Amor”, em exibição na SIC, e confessa agora que estas cenas mais íntimas foram complicadas de fazer. Tudo porque, há mais de 15 anos, a atriz foi filha do ator na série “Morangos com Açúcar”. E, como nunca mais se viram, sentiu alguma dificuldade em olhar para o colega de elenco de uma forma mais romântica.

“No início, confesso que me fez alguma confusão ter de olhar para ele de uma forma mais romantizada do que olhar para ele como antes, pronto, era o meu pai”, começou por dizer numa entrevista a um site.

“Facilmente ultrapassámos isso. Estamos muito diferentes, já passaram muitos anos”, disse. Mariana Pacheco sublinhou ainda que é natural que muitos telespectadores ainda se recordem do papel de pai e filha na série juvenil da TVI. “Foi uma história muito marcante, numa época em que toda a gente vivia muito os ‘Morangos com Açúcar’. Eu própria, antes de entrar, era dessas obcecadas que saía da escola a correr para ir ver os ‘Morangos’.”

 

Mariana Pacheco: “Tudo o que foi há mais de dez anos já lá está”

 

“É uma coincidência muito engraçada, porque só torna tudo ainda mais incestuoso. Só o facto de ele ser meu cunhado já é um bocadinho incestuoso. No fundo, também ajudou a que a coisa se tornasse ainda mais constrangedora e estranha”, acrescentou.

Nesta mesma entrevista, à MAGG, Mariana Pacheco explicou ainda que não precisou de conversar com Paulo Rocha sobre este assunto. “Não foi preciso”, afirmou. “A determinada altura, estamos a viver as personagens e isso tem de sair da cabeça. Depois, conforme vamos gravando e vamos estando juntos todos os dias, a viver estas personagens, tudo o que foi há mais de dez anos já lá está. Foi fácil”, acrescentou.

 

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Divulgação SIC

PUB
Top