Convidado de Bruno Nogueira em programa da SIC foi violado quando se prostituía

João Pousadas participou no programa “Tabu”, de Bruno Nogueira, e revela agora um passado difícil, ligado à prostituição: “Quando lá cheguei, não era só uma pessoa, eram três”.

23 Abr 2022 | 21:30
-A +A

João Pousadas foi um dos escolhidos por Bruno Nogueira para participar no programa “Tabu”, exibido recentemente na SIC, no episódio em que se falou sobre obesidade. O que não se soube na altura foi a pesada história de vida que o cuidador carrega aos ombros e que passa por prostituição, abusos e discriminação.

À TV 7 Dias, João abriu o livro da sua vida e conta os horrores pelos quais passou. O mais recentemente deles reporta-se ao início de 2021, quando foi obrigado a despedir-se de um lar onde trabalhava, em Oliveira do Hospital. “Saí porque apanhei covid no lar onde trabalhava. No dia em que estive em isolamento, eles pressionaram-me constantemente para ir trabalhar mesmo assim. Eu entrei em depressão e depois abandonei o trabalho”, conta o convidado de Bruno Nogueira.

Atualmente, com 37 anos, João Pousadas vive o drama do desemprego e, desde que se despediu, não consegue encontrar trabalho na sua área, que é Geriatria, por causa da sua orientação sexual. “Não consigo arranjar emprego, porque sou homossexual”, lamenta, explicando que a dificuldade aumenta ainda mais porque vive num meio pequeno. “Sabe que palavra passa palavra. Já cheguei a muitos sítios, para fazer entrevista. Uns dizem ‘ah, tu és casado com um homem, ah, tu és obeso’…”, refere.

Casado há sete anos com um operário fabril, João conta que o programa de Bruno Nogueira não lhe trouxe, até agora, nenhuma mais-valia e assume que, quando participou, achou que a exposição o poderia ajudar.

Convidado de Bruno Nogueira não apresentou queixa da violação

A viver o drama da falta de trabalho, João Pousadas revela ainda dois traumas: ter-se prostituído e o facto de ter sido violado num dos encontros que manteve. À TV 7 Dias, o homem que participou no programa de Bruno Nogueira recorda o que o levou a esta decisão e como acabou por ser abusado. “O meu pai sempre teve muitas amantes e tinha dívidas. Ainda hoje pago as dívidas dele”, conta, recordando que ingressou na prostituição por “desespero”: “Via as coisas a serem penhoradas e então tive que meter as mãos para outro sítio”.

Durante cinco anos, entre 2010 e 2015, João, que na altura tinha 25 anos, atendeu homens, e numa das vezes, em Lisboa, foi abusado. “A pessoa marcou encontro comigo e eu fui ter a casa dela, mas, quando lá cheguei, não era só uma pessoa, eram três”, conta. Violado, decidiu nunca apresentar queixa: “Se fosse apresentar queixa, aquilo que me diziam era: ‘então mas uma pessoa que, desculpe o termo, anda a dar o c*, apresenta uma queixa?’”.

João disse a Bruno Nogueira: “Não gosto de ti”

Ao longo da conversa com a TV 7 Dias, João Pousadas contou que não recebeu nada para participar no programa de Bruno Nogueira – apenas as despesas foram pagas – e revela como a produção do formato chegou até si. “O convite surgiu através de uma empresa que vende roupa. As pessoas são obesas, depois fazem aquelas operações e as roupas que já não servem são dadas a essa empresa, que depois ajuda outras pessoas. Foi através daí que eu recebi o convite para participar no ‘Tabu’”, lembra.

A única coisa que lhe desagradou foi ter que trabalhar com Bruno Nogueira, mas isso foi só ao início. “Eu disse-lhe mesmo na cara: ‘Não gosto de ti! Eu odiava o que tu fazias, mas agora que estou contigo há três dias, acho-te a melhor pessoa’”. O humorista não se ficou e, segundo João, respondeu-lhe: “‘Muita gente tem essa opinião de mim, mas depois de me conhecerem melhor…’. Ele é mesmo pago para isto e há pessoas que me dizem que ele disse isto e aquilo de mim, mas eu assinei um contrato mesmo para isso. As pessoas é que não percebem”, esclarece.

Depois do programa, gravado em janeiro na Comporta, e do stand-up, que foi registado em fevereiro, João nunca mais voltou a falar com Bruno Nogueira. “Vi os programas todos e pelo que ouvi dizer vão gravar a segunda temporada, porque o programa teve uma audiência estrondosa e o meu, o da obesidade, foi o que teve mais.”

Texto: Luís Correia; Fotos: Reprodução redes sociais e D.R.

PUB